Tamanho do texto

Índice Nacional da Expectativa do Consumidor (INEC) está 10% abaixo da média histórica, indicando pessimismo do brasileiro

O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC) aumentou 2,4% em janeiro na comparação com dezembro de 2015. O índice alcançou 98,6 pontos, mas está 10% abaixo da média histórica, indicando que os brasileiros continuam pessimistas para este ano. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (5) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que fez a pesquisa em parceria com o Ibope

Pesquisa da CNI em parceria com o Ibope ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios
João Laet/Agência O Dia
Pesquisa da CNI em parceria com o Ibope ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios

"Desde abril de 2015, o índice encontra-se relativamente estável, mantendo-se entre 96 e 100 pontos. A manutenção do pessimismo do consumidor indica perspectivas de continuidade de baixa demanda nos próximos meses", diz a pesquisa, que ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios entre 16 e 20 de janeiro.

O levantamento mostrou a manutenção da perspectiva negativa, mas também acusou uma melhora da confiança em relação à renda pessoal, ao endividamento e à situação financeira. O índice de expectativa sobre a renda pessoal cresceu 4,6%, o de endividamento subiu 4,6% e o de situação financeira avançou 2,4% frente a dezembro. Quanto maior o indicador, maior é o número de pessoas que esperam o aumento a renda e que perceberam melhora da situação financeira e a queda do endividamento.

As perspectivas sobre a inflação e o emprego também melhoraram. O índice de expectativas em relação inflação cresceu 2,5% e o de desemprego aumentou 5,2% frente a dezembro. Quanto maior os índices, maior é o número de pessoas que apostam na queda da inflação e do desemprego nos seis próximos meses. Só o índice de expectativa de compras de maior valor caiu em janeiro. A queda foi de 1,1% em relação a dezembro. Esse resultado é normal nesta época, porque encerra-se o período de compras de maior valor tradicionais no fim de ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas