Tamanho do texto

Indicador mostrou um recuo já esperado no último mês de 2015, seguindo a tendência dos últimos quatro resultados

O fluxo de pessoas em shoppings no Brasil em dezembro confirmou a expectativa negativa dos varejistas e recuou 3,9% em relação ao mesmo mês de 2014. O número é do Iflux, indicador específico do mercado de shoppings do IBope Inteligência, que revela o grau de aquecimento ou movimentação do setor. 

Fluxo em shopping apresentou queda no segundo semestre
Divulgação
Fluxo em shopping apresentou queda no segundo semestre

“O resultado negativo não chega a ser surpresa, já que desde março o fluxo de pessoas em shoppings tem caído e a expectativa dos varejistas para dezembro era que a tendência se mantivesse. Alguns lojistas chegaram, inclusive, a antecipar para dezembro as liquidações e promoções de janeiro, fato inédito”, conta a diretora da unidade de shopping, varejo e imobiliário do Ibope Inteligência, Marcia Sola.

Mas mesmo com essa estratégia, o Natal de 2015 ficou abaixo do resultado de anos anteriores. Ruim para o varejo, no geral, e pior para os shoppings pequenos (até 20 mil m² de Área Bruta Locável) e médios (entre 20 e 40 mil m2), que enfrentaram mais dificuldades para atrair os consumidores. Em relação a dezembro de 2014, o fluxo de clientes em pequenos e médios caiu, respectivamente, 6,9% e 4,2%.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.