Fan Tonkens: saiba o que são e como funcionam as criptomoedas de clubes esportivos

Os fan tokens, que por muito tempo eram incomuns no Brasil, agora já tem quatro dos principais clubes brasileiros embarcando nessa. O Atlético Mineiro, Corinthians, Flamengo e São Paulo criaram sua própria moeda digital como maneira de engajar os torcedores e faturar em cima desse modelo de ativo.

Portanto, a tecnologia permite ampliar cada vez mais o engajamento com os torcedores, que podem ter experiências inéditas como ganhar ingressos para jogos, visitar estádios e votar nas decisões que envolvem o clube.

Descubra como funcionam esses ativos digitais usados por clubes esportivos:

Leia Também

O que são os Fan Tokens?

Em suma, as criptomoedas de times de futebol surgiram em 2019, mas com a crise da pandemia do Covid-19, o seu desenvolvimento atrasou. Logo, após um ano e meio com as arquibancadas desocupadas, o público acaba de retornar aos estádios.

A propósito, ao contrário das criptomoedas tradicionais, os Fan Tokens possuem utilidades próprias e benefícios que o investidor pode usar dentro do clube. Por exemplo, conteúdos e produtos exclusivos, ingressos gratuitos, participação nas decisões do time, sorteios com prêmios, entre outros.

De acordo com Tasso Lago, especialista em criptomoedas e fundador da Financial Move , esse tipo de ativo é exclusivo a um determinado grupo, que pode preferir os tokens de times em relação a uma moeda tradicional porque futebol é a sua maior paixão.

Isto posto, os Fan Tokens integram o investimento digital ao esporte, deixando os torcedores ainda mais próximos de seus respectivos times.

Leia a matéria completa no  site do 1Bilhão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários