China proíbe instituições de fazerem transações com criptomoedas
Fernanda Capelli
China proíbe instituições de fazerem transações com criptomoedas

O governo da China anunciou que empresas e instituições financeiras estão proibidas de realizarem transações e pagamentos com criptomoedas . No anúncio emitido na última terça-feira (18), os três órgãos governamentais responsáveis pelo setor financeiro comunicaram a decisão.

Mercado Chinês

A princípio, o governo alertou os investidores dos perigos envolvendo qualquer tipo de transação com moedas criptografadas, assim como proibiram a oferta de serviços como negociação, compensação e liquidação.

Contudo, a notícia não foi uma surpresa para o mercado financeiro. Afinal, o país asiático já tinha vetado exchanges de criptomoeda e ofertas iniciais de moedas (ICOs).

Você viu?

Em síntese, o comunicado argumenta que as criptomoedas não são emitidas por autoridades monetárias. Por consequência, os contratos comerciais negociados por intermédio delas não podem ser protegidos pela lei chinesa.

Para saber mais e entender a decisão, confira a matéria completa , que apareceu primeiro em 1Bilhão Educação Financeira .


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários