Pandemia deve mudar definitivamente o comportamento do consumidor, diz especialista
Redação 1Bilhão Educação Financeira
Pandemia deve mudar definitivamente o comportamento do consumidor, diz especialista

A pandemia de Covid-19 trouxe grandes mudanças na forma como as pessoas consomem produtos, serviços e entretenimento. E muito poucos comportamentos devem voltar a ser como eram antes, na opinião do coordenador do curso de MBA em Gestão de Negócios da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP), Roberto Falcão.

As pessoas ficaram isoladas, sem poder sair, e buscaram alternativas. Isso quebrou alguns medos e preconceitos com relação a aplicativos, canais remotos e entregas por motoboy, por exemplo, que foram definitivamente incluídas no nosso dia a dia.

Com mais tempo em casa, as pessoas observaram que também é importante investir no bem-estar.

“Quem passava o dia todo no escritório precisou de uma estrutura que antes não tinha para trabalhar em casa. Com isso, passou a precisar mais de material de limpeza, utensílios de cozinha, infraestrutura de escritório…, todos itens que passaram a ser mais vendidos do que eram antes.”

Pandemia deve mudar definitivamente o comportamento do consumidor, diz especialista

Você viu?

Pandemia

Por outro lado, algumas pessoas começaram a questionar o que é realmente importante para seu dia a dia, repensando a importância de roupas ou objetos de “ostentação”.

“A pandemia fez algumas pessoas repensarem os costumes. A vida não é só trabalho, e surgiram muitos hobbies: cozinha, jardinagem, entre outros. Surgiu também um consumo de materiais de entretenimento, como videogames, plataformas, estações e cadeiras especiais para os gamers.”

Digitalização de serviços

“Muitas mudanças chegaram para ficar, e eu acho isso bom. Acredito que vamos ver cada vez mais digitalização de serviços, e a busca das organizações por entregas com uso de tecnologia. O consumidor não vai precisar sair de casa para ver um imóvel ou para passar por uma consulta médica de rotina, por exemplo. Muitas pessoas vão fazer isso usando a realidade virtual, que tende a crescer cada vez mais, com inclusão de recursos de estímulo a sentidos humanos na experiência, como paladar e olfato”.

Leia a matéria completa no  site do 1Bilhão. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários