Bitcoin tem queda após bater máxima, mas cenário ainda é positivo, diz especialista
Redação 1Bilhão Educação Financeira
Bitcoin tem queda após bater máxima, mas cenário ainda é positivo, diz especialista

Logo em seguida do recorde histórico de 63 mil dólares, o Bitcoin caiu da marca dos 60 mil para algo mais que 50 mil dólares. Atualmente em 57 mil dólares, o equivalente a R$ 317.843,99, o momento deixa o mercado em alerta com a queda, mas Tasso Lago, especialista em criptomoedas e fundador da Financial Move, destaca que são oscilações comuns ao mercado de moedas digitais e que o cenário ainda está positivo.

“Não se tem um motivo específico para essa queda, visto que diversos fatores influenciam as moedas digitais. Mas ainda assim, o Bitcoin está com valorização de 480,04% de outubro de 2020 até março de 2021, e já recuperou parte das perdas dessa última alteração no gráfico”, explica o especialista, que aponta ainda para a oportunidade de entrada para novos investidores que as quedas propiciam, uma vez que o mercado está em tendência de alta.

Você viu?

Como o mercado de criptomoedas é altamente correlacionado, então é comum que outras moedas sejam influenciadas pelas alterações que o Bitcoin passa, salvo raras exceções. “Isso ocorre porque o Bitcoin é a primeira criptomoeda que as pessoas conhecem, então o dinheiro entra primeiro ali e, depois, quando essa pessoa começar a estudar sobre altcoins e entender melhor o mercado, ela investe dinheiro em outras moedas. Por isso, o Bitcoin é sempre o mais importante”, explica Tasso.

Clique aqui para conferir o post completo  Bitcoin tem queda após bater máxima, mas cenário ainda é positivo, diz especialista , que apareceu primeiro em 1 Bilhão Educação Financeira .


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários