Definir objetivos, contribuir com os colaboradores e desenvolver uma estratégia de crescimento no mercado: veja como efetuar uma boa parceria

Brasil Econômico

Veja a importância de se desenvolver uma parceria de negócios duradoura
iStock
Veja a importância de se desenvolver uma parceria de negócios duradoura

Em meio a um cenário de incertezas política e econômica, manter a estabilidade financeira dos negócios se tornou em grande desafio para empreendedores de diferentes segmentos. Construir pontes de colaboração pode ser uma solução não muito fácil, já que estabelecer uma boa parceria de negócios pode ser arriscada e por vezes, frustrante.

Leia também: Carreira: especialista dá três dicas para preparar a recolocação no mercado

De acordo com o CEO da lançadora de startups PuzzleLab, Leonardo Cunha, uma  parceria de negócios pode representar um  importante passo em relação ao sucesso do empreendimento, mas quando mal avaliadas e com parâmetros mal definidos podem gerar desgastes e criar ruídos desnecessários.

“É essencial buscar empresas e outros profissionais que estejam alinhados com as ideias, valores e objetivos do negócio, assim é possível estabelecer uma dinâmica de colaboração eficiente para todas as partes. Além disso, é essencial haver confiança”, afirma o CEO.  

Com isso, Leonardo Cunha separou cinco dicas  para ajudar quem está pensando em iniciar uma parceria ou até mesmo reavaliar os vínculos colaborativos existentes na empresa. Veja:

1. Contribua com o negócio

Para Cunha, é importante ter em mente que parcerias não se formam de maneira unilateral, não podendo capacitar a busca por colaboradores acreditando que haverá auxilio apenas de uma parte. Dessa forma, se faz essencial ter algo para oferecer as empresas e potenciais parceiros, o que ajudará a criar um vínculo de colaboração de mão dupla. Pode ser uma opinião, a divulgação de um evento ou produto, uma indicação de serviço, dentre outras coisas.

2. Diversifique parceiros

O CEO da PuzzleLab ressalta que uma parceria focada nos negócios deve ser estratégica, porém, isso não quer dizer que você tenha que firmar um sistema de colaboração apenas com empresas e pessoas pertencentes ao mesmo setor que o seu.

“O sucesso das parcerias vem de um networking de qualidade , que está bastante atrelado à diversificação de stakeholders: pode ser um fornecedor que indique seus serviços, um blogueiro que divulgue o seu trabalho, um empresário mais experiente que dê dicas de gestão, dentre outras possibilidades”, aponta.

Leia também: Compliance e êxito profissional: conheça livros que podem te ajudar nos negócios

3. Identifique competências

De nada adianta propor uma parceria se ela não oferecer benefícios para as partes envolvidas. Por isso, antes mesmo de procurar um profissional ou empresa para colaborar com o seu empreendimento, procure definir as vantagens a serem ofertadas.

Busque desenvolver suas competências, fazendo as pessoas reconhecerem o seu trabalho por conta dessas habilidades, além de evidenciar a sua contribuição por meio delas. Outro diferencial pode ser identificar quais conhecimentos faltam para fortalecer o seu negócio.

4. Defina objetivos

Estipule os objetivos da parceria. Dessa forma, conseguirá gerar valor aos envolvidos, além de alinhar os interesses e as necessidades das empresas e dos profissionais envolvidos. Esses objetivos podem abranger desde o desenvolvimento de um novo projeto até a realização de compras conjuntas de um fornecedor, bem como achar colaboradores freelancer e parcerias de vendas.

5. Alinhe visões de mercado

Por fim, o CEO ressalta a necessidade de se manter uma parceria de negócios forte e duradoura para que as entidades possam crescer estrategicamente dentro do mercado, sendo importante a busca por colaboradores que tenham a mesma visão que você, equiparando valores, princípios éticos e a qualidade dos produtos e serviços.

Leia também: Netlfix: veja cinco documentários e filmes que ativarão o seu lado empreendedor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.