Segundo a Associação Comercial de São Paulo, o valor foi arrecadado um mês antes, ao se comparar com o ano passado; valor assusta a população

Brasil Econômico

Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo atinge a marca de R$ 1 trilhão em arrecadação de impostos
Danielle Pessanha/ACSP/Divulgação
Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo atinge a marca de R$ 1 trilhão em arrecadação de impostos



A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) informou que até às 8h da manhã desta sexta-feira (16) os brasileiros pagaram R$ 1 trilhão em impostos. O valor foi arrecadado de janeiro até hoje e referem-se a tributos, taxas e contribuições impostas pelo governo brasileiro.

Leia também: Receita paga nesta sexta 1º lote de restituição do Imposto de Renda de 2017

A ACSP informou que o montante foi arrecadado com quase um mês de antecedência ao se comparar com 2016, quando o valor de impostos arrecadados atingiu essa marca em 5 de julho.  Segundo o presidente da entidade, Alencar Burti, a arrecadação maior ocorre em períodos de crescimento econômico e de aumenta em taxas tributárias .

“Já que nossa economia não está crescendo, essa diferença de 19 dias reflete aumentos e correções feitos em impostos e isenções, além da obtenção de receitas extraordinárias como o Refis [parcelamento de débitos tributários]. Reflete também a inflação , que, apesar de ter caído, segue em patamar alto”, analisa. Para Burti, “no segundo semestre, espera-se elevação da arrecadação em função da melhora da atividade econômica” .

Entretanto, Burti estima que vai ter reversão desse quadro no segundo semestre. “No segundo semestre, espera-se elevação arrecadatória em função da melhora da atividade econômica”, disse.

Leia também: Gasolina pode ficar mais barata após anuncio de redução de preços em refinarias

Arrecadação federal

O presidente da ACSP esclarece que, embora a arrecadação federal tenha caído em termos reais, é o número nominal (sem descontar a inflação), o mesmo medido pelo Impostômetro, que deve ser analisado. “Nosso painel não mede apenas tributos federais. Também entram na conta os estaduais e municipais. O que temos que observar são os valores nominais, porque os gastos são todos nominais”.

Brincadeira

Para conseguir mostrar a grandeza do valor pago aos cofres públicos , a ACSP listou algumas curiosidades sobre as possibilidades de usar o dinheiro para outros fins; veja: 

Para transportar esse dinheiro em notas de R$ 100 seriam necessários 331 containers de 20 pés; 

Com esse dinheiro você poderia comprar 2.307.214.024 Cestas Básicas;

Com o valor seria possível poderia receber 10 salários mínimos por mês durante 8.925.988 anos ou receber 50 salários mínimos por mês durante 1.785.197 anos;

Aplicado na poupança esse dinheiro renderia de juros R$ 134.957 por minuto, ou R$ 8.097.381 por hora; 

Ao dia na poupança, que é o investimento menos rentável no País, ele renderia juros de R$ 194.352.846; 

O  R$ 1 trilhão arrecadado em impostos renderia, na poupança, juros de R$ 5.835.105.235 por mês.

Leia também:  Atenção: novo golpe no WhatsApp usa voucher do Mc Donald's; entenda

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.