Tamanho do texto

Os sinais de progresso nas negociações entre China e EUA fizeram a Bolsa subir e o dólar cair, mas mercado ainda espera pela aprovação da reforma

undefined
Getty Images
Por ora, investidores da Bolsa estão cautelosos e esperam por sinais positivos quanto à aprovação da nova Previdência

Otimistas com a recuperação da indústria chinesa e o progresso nas negociações comerciais do país com os Estados Unidos, os investidores da Bolsa de Valores brasileira agora esperam por novidades quanto à reforma da Previdência. O Ibovespa, principal indicador de desempenho da B3, fechou a segunda-feira (1º) em leve alta de 0,67%, a 96.054 pontos, enquanto a cotação do dólar caiu 1%, chegando a R$ 3,8760.

Apesar do cenário externo favorável, o mercado ainda está cauteloso após a troca de farpas entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e Rodrigo Maia (DEM) , presidente da Câmara dos Deputados. O desentendimento gerou preocupações quanto à capacidade do governo de conseguir aprovar a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) da Previdência , a maior responsável interna pelas oscilações na Bolsa e no dólar.

Os investidores anseiam pela ida do ministro da Economia, Paulo Guedes , à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara na próxima quarta-feira (3), onde participará de uma audiência pública para discutir a reforma. Guedes havia sido convidado na última terça-feira (26), mas cancelou sua participação após rumores de que o encontro seria boicotado por partidos contrários à reforma da Previdência.

Entenda os pontos do Ibovespa

De forma resumida, os pontos divulgados no noticiário representam o preço das ações que compõem o Ibovespa multiplicado pela quantidade teórica de ações, que é divulgada diariamente pela B3. Anunciar que o Ibovespa encerrou o dia em 96.054 pontos, como aconteceu ontem, é como dizer que um investidor hipotético que queira comprar os mesmos papéis pertencentes ao índice deve desembolsar exatamente R$ 96.054,00.

Essa carteira hipotética de ações é reformulada pela B3 a cada quatro meses, mas a metodologia do sistema de pontos é a mesma desde a criação do Ibovespa , tendo passado apenas por algumas readequações para facilitar sua divulgação. A última foi em 1997, quando o total de pontos foi dividido por 10. A lista de empresas que integram o índice pode ser consultada a qualquer momento no site oficial da B3 .