undefined
Getty Images
Desde que o ataque a Bolsonaro foi amplamente noticiado, por volta das 16h10, o Ibovespa já subiu quase mil pontos; às 17h, o índice ainda registrava alta de 1,76%, chegando a 76.416 pontos

Na tarde desta quinta-feira (6), o Ibovespa disparou após a notícia de que o presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL (Partido Social Liberal), levou uma facada durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG). O principal índice acionário brasileiro chegou aos 76.325 pontos, uma alta de 1,94%.

Leia também: Presidenciáveis comentam ataque a faca contra Bolsonaro e pedem punição a responsável

Desde que o ataque a Bolsonaro foi amplamente noticiado, por volta das 16h10, o Ibovespa já subiu quase mil pontos. Às 17h, o índice ainda registrava alta de 1,76%, chegando a 76.416 pontos.

Nesta disparada, se destacaram as ações das estatais brasileiras, especialmente os papéis da Eletrobras (ELET3, 5,22%; ELET6, 6,5%) e Petrobras (PETR3, 2,07%; PETR6, 2,68%).

Os motivos que justificam esse crescimento acentuado do Ibovespa não são consenso entre os analistas. Alguns acreditam que o eventual afastamento de Bolsonaro da campanha para sua recuperação poderia abrir espaço para a ascensão de Geraldo Alckmin (PSDB). Outros enxergam que o ataque aumenta o sentimento do polarização no país, o que pode beneficiar o presidenciável do PSL.

Leia também: Homem que esfaqueou Bolsonaro é defensor de teorias da conspiração

Estado de saúde de Bolsonaro

undefined
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Agora, de acordo com informações da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora (MG), Bolsonaro está sem sangramento ativo, estável e fora de risco agudo imediato

Após o incidente, Bolsonaro foi levado por seguranças para a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. Segundo a assessoria de imprensa do candidato, exames realizados no hospital constataram lesões na artéria mesentérica e nos intestinos delgado e grosso, e o ex-capitão do Exército foi submetido a uma operação.

Agora, de acordo com informações da Santa Casa, Bolsonaro está sem sangramento ativo, estável e fora de risco agudo imediato.

Em nota, a Polícia Federal (PF) afirmou que Bolsonaro contava com escolta de agentes da corporação e que o agressor foi preso em flagrante e conduzido para delegacia da PF da cidade. Ainda de acordo com a PF, já foi instaurado um inquérito policial "para apurar as circunstâncias do ato".

Leia também: Facada atingiu fígado e Bolsonaro é submetido a operação em MG, diz assessoria

O autor do ataque a Bolsonaro foi identificado como Adelio Bispo de Oliveira, de 40 anos de idade. Filiado ao PSOL de 2007 a 2014, de acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Adelio sofreu agressões por parte de apoiadores do presidenciável do PSL antes de ser detido.

    Veja Também

      Mostrar mais