Tamanho do texto

Quer surfar as sucessivas taxas de crescimento do setor e aumentar as vendas do seu e-commerce? Confira as dicas de especialista em marketing

O e-commerce ainda atrai novos consumidores, que não tinham o hábito de comprar via internet
iStock
O e-commerce ainda atrai novos consumidores, que não tinham o hábito de comprar via internet

A famigerada crise econômica continua a impactar o comércio como um todo, mas  o movimento não abala as vendas na internet. O mercado de e-commerce cresceu 22% em 2015 e, para 2016, a expectitativa é que o segmento aumente 18%. 

LEIA MAIS:  10 dicas para um e-mail marketing impecável

Alguns fatores, como o espaço para crescer existente de um mercado ainda novo no País, podem ser apontados para esse desenvolvimento. Em outras palavras, o e-commerce ainda atrai novos consumidores, que não tinham o hábito de comprar via web — o que torna a expansão uma consequência natural. 

LEIA MAIS:  Chega de procrastinar! 9 maus hábitos que detonam a produtividade

Além disso, vender através do ambiente digital permite reduzir custos e aumentar a possibilidade de vendas, já que a loja funciona 24 horas por dia. Outro ponto é o fator geográfico, já que lojas que seriam apenas locais tenham acesso a clientes de todas as partes do País e até mesmo do exterior. Se formos mais à frente, temos ainda o fortalecimento dos marketplaces das grandes varejistas, abrigando pequenos e médios comerciantes , entre outras plataformas.

Dito isso, você quer saber como turbinar as vendas no seu negócio na internet? Abaixo vão cinco estratégias infalíveis para quem persegue bons resultados e melhoras no varejo online. As dicas são de Diego Carmona, CVO do leadlovers, plataforma digital de automação de marketing.

Ganhar confiança do público

O empresário destaca que todos precisam enxergar a loja como um ambiente seguro e de qualidade. “Para isso, é indispensável um bom layout para o site e a loja virtual, com rapidez na resposta dos cliques e detalhes importantes, como o campo de busca e as informações necessárias para fechar um negócio em locais estratégicos”, explica.

Atuar nas redes sociais com inteligência

Carmona ensina que é impossível vender online sem utilizar as redes sociais. “Todas elas podem ser interessantes, mas para fazer isso é preciso conhecer muito bem o seu público e a linguagem que vale a pena usar com eles”, ensina. Ele também destaca que as vendas não ocorrem somente utilizando as redes como uma grande vitrine. “É preciso ter uma estratégia de mídia social com conteúdo que chame atenção e agregue valor ao público-alvo”, conta.

Anunciar

É muito difícil conseguir vender somente com tráfego orgânico, ou seja, livre de investimentos em anúncios. “Não existe um valor mínimo definido, mas é preciso anunciar tanto nas redes sociais quanto no Google Adwords”, alertaCarmona. “É a única forma de gerar tráfego no início, mas pode ser feito com um investimento menor do que muita campanha off-line”, explica.

Investir em SEO

A sigla para “Search Engine Optimization”, conhecida por quem costuma vender pela internet, significa fazer com que o site de vendas seja encontrado de forma orgânica, ou seja, nos resultados de busca do Google. “No longo prazo, é o melhor investimento a ser feito”, destaca.

Produzir conteúdo

Outro grande diferencial da internet para a vender em lojas físicas está na importância de produção de conteúdo. “Procure produzir conteúdo, seja em formato de texto (blogs), vídeos ou de toda forma possível, para auxiliar o atual cliente, e potenciais clientes, a entender o universo dos seus produtos e serviços, e então convencê-lo de efetuar uma compra”, destaca. Carmona ensina que é possível fazer reviews de produtos ou ensinar o público a dar os primeiros passos relacionados ao serviço prestado. “Esse conteúdo também vai ajudar nas estratégias de SEO e aumentar ainda mais a confiança do público”, conclui.