Tamanho do texto

No mercado há aproximadamente dez anos, o e-mail marketing se transformou e resistiu à chegada das redes sociais e suas novidades

Investimento de baixo custo, o e-mail marketing pode gerar um  ROI (Retorno Sobre o Investimento) de até 4000%
iStock
Investimento de baixo custo, o e-mail marketing pode gerar um ROI (Retorno Sobre o Investimento) de até 4000%

Chegaram as redes sociais e, com elas, inúmeras novas formas de contato entre empresas e consumidores. Com isso, descarta-se o e-mail marketing, certo? Errado. Apesar das projeções, a prática de envio de mensagens para a caixa de entrada dos clientes ainda segue forte, podendo gerar um ROI (Retorno Sobre o Investimento)  de até 4000%.

Diferentemente de ferramentas que morrem em função do surgimento de novidades, o e-mail marketing acompanhou o movimento e também mudou. O que se fazia há 10 anos não é mais realidade hoje em dia nas empresas — ou se ainda é, a probabilidade de dar errado aumentará exponencialmente. 

Alguns motivos para a persistência desse modelo são: o preço, já que é muito barato quando comparado a outros métodos, e também a grande visibilidade, porque quase todo mundo checa o e-mail pelo menos uma vez ao dia. 

LEIA MAIS: 3 motivos para sua empresa investir em marketing no Instagram

Mas como fazer diferente, não cometar os erros de sempre e tirar o melhor dessa ferramenta já tão conhecida. O especialista em marketing para pequenas e médias empresas Diego Carmona é quem dá as 10 dicas primordiais para não se jogar fora tempo e dinheiro.

Segmente sua base de leads

O primeiro passo é segmentar sua base de contatos segundo determinados critérios que determinam o tipo de mensagem a ser enviado a cada grupo. Se você tem uma loja de roupas íntimas, por exemplo, as mulheres receberão determinada mensagem e os homens outra, concorda?

LEIA MAIS:  Busca de novo modelo de relacionamento com cliente eleva adesão de marcas a apps

É por isso que a segmentação é o primeiro passo a ser dado no envio de e-mail marketing. Quanto mais assertiva for sua mensagem, menor será seu ciclo de vendas e mais conversões chegarão em menos tempo.

Desista das listas compradas

Tem muita gente vendendo listas de e-mails na internet. E não passam disso, listas de e-mails, que podem ser válidas ou não. O problema desse tipo de estratégia é que as pessoas que estão nessas listas podem não ter interesse no que você tem a oferecer, comprometendo tempo e recursos que você poderia dedicar a uma audiência mais qualificada.

Crie uma linha de assunto interessante

A linha de assunto é a primeira coisa que o destinatário lê ao receber um e-mail. Se ela não for interessante o suficiente, nada de aberturas. Sendo assim, procure ser claro e objetivo, demonstrando o benefício que o leitor terá ao abrir sua mensagem.

Identifique-se

Outra questão de suma importância é a identificação de quem está enviando o e-mail. Se você é defensor das melhores práticas de inbound marketing, sabe que só pode enviar e-mail marketing para quem deu permissão para tal contato, sendo assim, ao receber um e-mail da sua empresa, com a sua marca, o leitor se sentirá mais confiante em abri-lo.

Seja simples

Cada e-mail marketing enviado deve ter um objetivo claro, mesmo que seja uma newsletter, com várias informações. Não sobrecarregar o e-mail com diversos temas é uma forma de manter o leitor focado na conversão, isto é, em fazer aquilo que você espera. É por isso que muitas empresas enviam cada e-mail marketing com uma única mensagem.

Equilibre texto e imagem

As imagens servem para ilustrar muitos dos temas que estamos propondo à audiência, mas tome cuidado para não carregar demais seu e-mail, pois os filtros antispam podem bloqueá-lo. O melhor é manter um equilíbrio, sempre prezando por imagens otimizadas para o e-mail e links que levem a conteúdos mais completos.

Torne-se relevante

Na ânsia de captar clientes, muitos se esquecem de que um e-mail marketing deve, acima de tudo, gerar valor para quem o recebe. Gerar valor é entregar conteúdo de qualidade, que esteja direcionado às necessidades de quem o recebe e tenha alguma novidade que possa interessar e ajudar essa pessoa. Promover produtos e serviços o tempo todo sem critério algum pode até trazer um ou outro cliente, mas mina completamente suas chances de uma estratégia de relacionamento de longo prazo.

Mantenha a regularidade

E-mails demais ou e-mails de menos, essa é uma das grandes dúvidas no momento de fazer o envio de e-mail marketing. O ideal é não sobrecarregar sua audiência com muitas mensagens, senão você corre o risco de ir parar na lixeira. Equilíbrio é fundamental ao manter a regularidade do contato, portanto, prefira iniciar com menos e-mails e mais qualidade. Sua audiência agradece.

Ouça sua audiência

O e-mail marketing também é uma excelente ferramenta de captação de insights sobre sua audiência. Acompanhando as métricas de abertura, cliques, envolvimentos, entre outras, você pode aprofundar o conhecimento sobre suas personas e, assim, aprimorar constantemente suas estratégias de marketing digital.

Desta maneira, fique atento ao que diz o comportamento dos seus leads e clientes. Quanto mais fiel você for às necessidades apresentadas, mais chances de aumentar suas conversões.

Monitore seu sucesso

Ninguém chega ao sucesso do dia para a noite. O êxito de uma campanha de e-mail marketing vem de um trabalho minucioso e atento sobre como chegar até seu público-alvo e gerar valor para ele.

Neste sentido, é vital que você monitore todos os indicadores de desempenho da sua campanha e tenha uma visão crítica e estratégica sobre como você pode aprimorar sua performance para atingir melhores resultados.