Tamanho do texto

Histórias de empresários de diversos segmentos ensinam como fazer para seu negócio crescer com êxito

Eles começaram com uma ideia ou paixão, investiram e alcançaram o sucesso. Mas até chegarem onde estão, esses empreendedores tiveram que lidar com dificuldades, trabalhar duro, apostar em novas tendências e aprender com seus erros. Listamos abaixo sete empresários bem-sucedidos e as suas principais lições para o êxito de seus negócios:

Ache uma demanda e crie soluções específicas para ela

Mauricio Vargas, Reclame Aqui
Divulgação
Mauricio Vargas, Reclame Aqui

Maurício Vargas – ReclameAqui

Em 2000, Maurício Vargas teve uma experiência ruim com uma companhia aérea. Cansado de reclamar com o SAC da empresa sem obter uma resposta satisfatória, o empresário resolveu criar um site para dividir sua experiência com outros usuários. No ano seguinte surgiu o ReclameAqui, que hoje é um dos sites mais acessados do Brasil e considerado um dos principais canais de ajuda ao consumidor. Nesse caso, a experiência pessoal de Maurício Vargas fez com que o empresário enxergasse uma demanda e desenvolvesse uma solução específica que atendesse uma necessidade dos consumidores.

Não tenha medo de mudar os rumos do negócio

Edgard Corona – Smart Fit e Bio Ritmo

Em 2010, a rede de academias voltada para o público de alta renda Bio Ritmo completava 15 anos de funcionamento em crise. Vendo a cidade de São Paulo inundada por concorrentes focados no mesmo público, Edgard Corona, o criador da marca, resolveu explorar um tipo de consumidor mais popular. Ele criou então a Smart Fit. Com mensalidade bem mais barata, o empresário viu sua margem diminuir mas seu público aumentar. Hoje, Corona possui a maior rede de academias da América Latina e viu seu faturamento saltar de 40 milhões para 420 milhões.

Invista no desenvolvimento de seu produto

Luiz Seabra, fundador da Natura, é um idealista
Divulgação
Luiz Seabra, fundador da Natura, é um idealista

Luiz Seabra – Natura

O economista Luiz Seabra, um dos fundadores da Natura, é famoso por repetir uma frase sempre que alguém o cumprimenta: “estou cada vez melhor”. Essas palavras resumem a filosofia da empresa em investir no desenvolvimento e pesquisa de novos produtos. Como exemplo disso, a Natura possui, em Cajamar (SP), o mais avançado centro de pesquisa cosmética da América do Sul e que emprega diversos pesquisadores.

Qualidade vende

Edoardo Tonolli  – Bacio di Latte

O italiano Edoardo Tonolli, depois de um estadia no Brasil (e não encontrar, em sua opinião, uma boa sorveteria), resolveu abrir em São Paulo uma típica gelateria italiana. De volta à Itália, Edoardo achou um sócio, o escocês Nick Johnston, e buscou treinamento com um mestre sorveteiro. Com essa bagagem, o italiano abriu a primeira Bacio di Latte em São Paulo. Sem grandes investimentos em marketing, a sorveteria vem crescendo justamente no boca a boca de seus clientes por causa da qualidade de seu produto e já abriu 20 unidades na capital paulista e no Rio de Janeiro.

Invista naquilo pelo qual você é apaixonado

Edson Bueno – Ex-dono da Amil

Quando Edson Bueno, então médico recém-formado, assumiu a falida casa de Saúde São José, em Duque de Caxias (RJ), ele não imaginava que em alguns anos seu nome estaria na lista de bilionários da Forbes. Com origem humilde, Bueno chegou a trabalhar de engraxate depois da morte de seu pai para ajudar em casa. Sua história mudou quando, aos quatorze anos, por causa de um acidente e o atendimento dado pelo único médico de Guarantã, cidade que morava, Bueno conheceu e apaixonou-se pela medicina. Esse amor o levou à medicina e a assumir uma casa de saúde cheio de dívidas. Conseguiu deixar a instituição no azul, passou a controlar mais casas de saúde e criou o que seria o embrião da Amil, um dos maiores planos de saúde do País.

Prepare seu sucessor

Luíza Trajano, Magazine Luiza
Divulgação/Marcos Fiore
Luíza Trajano, Magazine Luiza

Luiza Trajano – Magazine Luiza

Mesmo sendo sobrinha dos donos do Magazine Luiza, então um pequeno negócio na cidade de Franca, Luiza Trajano não teve nenhum privilégio e começou trabalhando, aos 12 anos, no balcão atendendo clientes. Desde o primeiro emprego, Luiza passou por quase todas as áreas e durante esse tempo a empresa foi expandindo. Porém, foi em 1991, ano que Luiza assumiu os negócios, que a empresa deu um salto em faturamento. Esse preparo a deu um conhecimento não só da companhia, mas também das demandas de funcionários e clientes, e com faculdades de administração e direito cursadas, Luiza implementou um sistema de gerenciamento descentralizador que tratava funcionários e colaboradores como parte importante na tomada de decisões na empresa. Hoje Luiza Trajano é uma das mulheres mais influentes do Brasil e o Magazine Luiza uma das maiores empresas varejistas.

Não existe idade para começar seu próprio negócio

Edmundo Fernando Amaral - Ossopim

Um comerciante com mais de 50 anos de idade não tem o perfil de alguém que abre uma start up na área de inovação tecnológica, certo? Não diga isso para Edmundo Fernando Amaral, fundador da Ossopim, uma empresa que desenvolveu um brinquedo para o cachorro 100% natural feito de fibra de mandioca reciclada. Amaral tinha um comércio de comida congelada, e sempre se incomodava com as sobras das cascas de mandioca e batata doce. Por causa disso, teve uma ideia de reaproveitar esse material e produzir um brinquedo pet de morder em forma de osso. Com 58 anos, o empresário pensa grande: quer ser um importante player na área de pet shops e expandir para outros países.

    Leia tudo sobre: empreendedorismo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.