Tamanho do texto

O presidente da República Jair Bolsonaro assinou uma Medida Provisória (MP) para autorizar os saques

homens de terno no palacio do planalto arrow-options
Reprodução
Governo divulga nesta quarta-feira (24) a liberação de recursos do FGTS para contas ativas e inativas

O Governo Federal detalhou nesta tarde as regras para liberação dos saques de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) - a partir de setembro - e do PIS-PASEP, a partir agosto.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a liberação de recursos do FGTS e do Programa de Integração Social (PIS) totalizará R$ 42 bilhões até o fim do ano que vem. O anúncio aconteceu no Palácio do Planalto. O presidente da República Jair Bolsonaro assinou uma Medida Provisória (MP) para autorizar os saques. 

Saque do FGTS pagaria contas em atraso de quase 40% dos endividados brasileiros

Conforme divulgado anteriormente, o limite dos saques será de R$500 por conta . O governo informou que a Caixa Econômica depositará automaticamente o valor nas contas já existentes no banco. Quem não possui conta na Caixa, deverá seguir o cronograma que será divulgado pela agência.

O Cartão Cidadão é outra alternativa para os que podem sacar o valor nos caixas eletrônicos, em qualquer agência da Caixa. Saques nas casas lotéricas, mediante apresentação da carteira de identidade e CPF, serão possíveis apenas para valores de até R$100.

Outra novidade é a criação da modalidade Saque-aniversário , que permitirá o uso dos recursos como garantia para empréstimo pessoal. A modalidade não altera a multa de 40% sobre o valor em casos de demissão sem justa causa.