Tamanho do texto

Movimento de moradia protesta ainda pela regularização fundiária de ocupações urbanas e também contra as ações de despejo das ocupações urbanas em todo o País

Ato no vão livre do Masp reúne movimentos pela reforma urbana que protestam contra lançamento da 3ª fase do Minha Casa, Minha Vida
Reprodução Facebook MTST_6 Ago 2015
Ato no vão livre do Masp reúne movimentos pela reforma urbana que protestam contra lançamento da 3ª fase do Minha Casa, Minha Vida

Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) fazem nesta quinta-feira (6) um protesto no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, em São Paulo, pedindo urgência no lançamento do Programa Minha Casa, Minha Vida 3. Além de São Paulo, o ato ocorre também em outras dez capitais brasileiras (Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Brasília, Bahia, Pernambuco, Ceará, Pará e Roraima).

Leia mais:  Dilma anuncia terceira fase do programa Minha Casa, Minha Vida

Mudança no rendimento do FGTS "é a morte do Minha Casa, Minha Vida", diz Secovi

“O ato de São Paulo faz parte de uma frente de resistência urbana que está ocorrendo em outras dez capitais. A proposta inicial é lutar pelo lançamento imediato do Programa Minha Casa, Minha Vida 3. Temos outros pontos importantes, como o avanço nas lutas pela regularização fundiária de ocupações urbanas e também contra as ações de despejo das ocupações urbanas em todo o País”, informou Josué Rocha, integrante do MTST.

"Além do programa, também queremos que os projetos comecem a ser contratados este ano. Não adianta lançar o programa este ano e começar a contratar com recursos do Orçamento do ano que vem. Isso atrasa as negociações e as obras que estão para começar", acrescentou.

Os manifestantes deverão caminhar pela Avenida Paulista. O destino final ainda não está decidido. A Polícia Militar ainda não tem uma estimativa sobre o número de manifestantes.

Dilma anunciou data para lançamento de nova fase

A presidente Dilma Rousseff anunciou na quarta-feira (5), via Twitter, que o lançamento da terceira fase do Minha Casa, Minha Vida será no dia 10 setembro. Inicialmente, a terceira fase estava programada para o primeiro trimestre, mas tem sido protelada, o que tem incomodado diversos setores e entidades sociais.

Dilma Rousseff anunciou pelo Twitter a data da nova fase do Minha Casa, Minha Vida
Twitter/Reprodução
Dilma Rousseff anunciou pelo Twitter a data da nova fase do Minha Casa, Minha Vida



Na sexta-feira (31), a presidente Dilma Rousseff participou de entrega de dois conjuntos residenciais do programa, em Maricá (RJ), e reafirmou a importância do Minha Casa, Minha Vida. "Ficam falando assim: 'estamos passando algumas dificuldades econômicas, o programa vai acabar'. Vou explicar para vocês por que não vai não: primeiro porque é importante para o povo brasileiro, para aquela parte que não tinha oportunidades, para quem ninguém olhou. Mas não vai acabar também por outro motivo: porque, além de a gente construir casa, a gente cria emprego”, ressaltou a presidente.

Leia também:  Minha Casa, Minha vida tem corte de R$ 5,6 bilhões no orçamento

O Ministério das Cidades informou que a nova fase terá cerca de 3 milhões de novas unidades, mas que os detalhes de valores e faixas serão divulgadas no lançamento. Com isso, o objetivo de contratar 7 milhões de casas, até 2018, será cumprido e cerca de 28 milhões de pessoas serão beneficiadas com a casa própria.

Segundo a pasta, desde a sua criação, em 2009, o Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) já contratou cerca de 4 milhões de unidades habitacionais. Dessas, mais de 2 milhões e 300 mil foram entregues, e 1 milhão e 700 moradias estão em andamento. O valor do investimento é de R$ 265,2 bilhões e até o momento estima-se que cerca de 9,2 milhões de pessoas foram beneficiadas.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.