Brasil Econômico

Microsoft
shutterstock
Microsoft

Nada menos que US$ 392 bilhões em valor de mercado. Essa foi a perda registrada, nos últimos cinco dias, pelas cinco maiores empresas de tecnologia do mundo ( Apple, Amazon, Microsoft, Google e Facebook ).

De acordo com analistas, essa semana para as empresas esquecerem se deve, principalmente, a uma correção de rota para a realização de lucros, após valorização extrema nos últimos meses.

Apesar da pandemia do novo coronavírus provocar um ganho de mercado às já poderosas empresas digitais, o clima de incerteza por conta da eleição americana acendeu o sinal amarelo entre os investidores.

Avaliada em mais de US$ 2 trilhões, a Apple, maior empresa do mundo na atualidade, liderou as perdas, registrando uma queda de US$ 146 bilhões. 

Outras gigantes também tiveram dias difíceis. A dona do Windows perdeu US$ 90 bilhões de seu valor; enquanto a varejista Amazon, US$ 86 bilhões. Facebook e Google tiveram perdas menores: US$ 33 bilhões e US$ 37 bilhões, respectivamente.

Somadas, as desvalorizações das cinco empresas equivalem à praticamente metade do valor de mercado das empresas listadas na B3, a Bolsa brasileira, hoje em torno de US$ 800 bilhões.

Apesar de muitos falarem da possibilidade do estouro de uma bolha econômica, alguns analistas minimizaram esse fato.  "A realização de lucros pode causar medo de uma bolha e avaliações infladas podem ser um assunto, mas ainda acreditamos que o setor tem tudo para seguir crescimento de forma acelerada até 2022", escreveu o analista Dan Ives, da Wedbush Securities, em nota.

    Leia tudo sobre: Facebook

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários