Tamanho do texto

Este foi o primeiro acidente fatal envolvendo os carros autônomos testados pela empresa; vítima foi levada ao hospital, mas não resistiu as ferimentos

Uber suspendeu testes com carros autônomos na região logo após o acidente que matou a passageira no Arizona
Divulgação
Uber suspendeu testes com carros autônomos na região logo após o acidente que matou a passageira no Arizona

Uma pedestre que foi atropelada por um carro autônomo da Uber no último domingo (18), no Arizona, nos Estados Unidos, morreu na manhã desta segunda-feira. Segundo informações divulgadas pela mídia local, um operador estava atrás do volante quado um veículo atingiu a mulher. Ela chegou a ser levada para o hospital com vida, mas não conseguiu resistir aos ferimentos. 

Leia também: Como declarar bitcoin e outras criptomoedas no Imposto de Renda

Depois do ocorrido, a empresa disse ter retirado todos seus carros autônomos das ruas das cidades de Toronto, Pittsburgh e San Francisco e do Estado do Arizona. De acordo com o CEO da Uber, a companhia está trabalhando em parceria com as autoridades locais para tentar entender o que causou o acidente. De acordo com a polícia de Tempe, cidade em que aconteceu o acidente, o carro autônomo trafegava no sentido norte de uma rodovia quando atropelou a passageira, que atravessa fora da faixa de pedestres.

“Ela foi transportada para um hospital local, onde faleceu devido aos ferimentos. Os parentes mais próximos ainda não foram notificados, por isso o nome dela não será divulgado neste momento”, disse o comunicado policial. No entanto, pouco tempo depois do pronunciamento oficial da Uber , as autoridades disseram que o nome da vítima é Elaine Herzberg, de 49 anos.

Leia também: Em busca de renda extra? Conheça essas plataformas e garanta aquele 'bico'

No Twitter, a empresa publicou uma mensagem relacionada ao caso. “Nossos corações estão com a família da vítima. Nós estamos cooperando totalmente com a Polícia de Tempe e autoridades locais enquanto elas investigam o incidente", afirmou a postagem. 

Recorrência

Essa não é a primeira vez que um carro da Uber sofre um acidente na cidade de Tempe. Em fevereiro do ano passado, um dos veículos da empresa virou de lado depois de ter sido atingido por um carro que fazia uma curva. Na ocasião, no entanto, ninguém havia ficado ferido.

Leia também: Mercado estima inflação de 3,63%, com sétimo corte seguido, diz Boletim Focus

Já em San Francisco, a licença da empresa para colocar carros do tipo na rua chegou a ser revogada, pois eles estavam ultrapassando os sinais vermelhos. Anteriormente, o projeto já havia sido suspenso por ter sido considerado falho, visto que o carro autônomo precisava de frequente intervenção humana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.