Brasil Econômico

undefined
DIMANG KON BEU/21.8.2004
Companhia julgou que pedido de recuperação judicial seria a medida mais adequada

A Oi protocolou nesta segunda-feira (20) pedido de recuperação judicial na Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro. Afogada em dívidas que giram em torno de R$ 65,4 bilhões, a empresa comunicou a acionistas e ao restante do mercado a medida aprovada pelo conselho de administração.

O pedido tem um valor recorde, superando em muito as dívidas de R$ 11,2 bilhões da OGX, do empresário Eike Batista, que protocolou o pedido de recuperação judicial em 2013. O anúncio da Oi já era esperado, principalmente depois do anúncio de um impasse nas negociações com os principais credores na última semana.

LEIA MAIS:  Oi é condenada por propaganda enganosa e deverá indenizar cliente

De acordo com o "fato relevante" divulgado, "a companhia julgou que a apresentação do pedido de recuperação judicial seria a medida mais adequada neste momento" para preservar a continuidade da oferta de serviços a clientes dentro das regras da Anatel, preservar o valor das Empresas Oi, manter a continuidade de seu negócio e sua função social e proteger o caixa das empresas Oi.

LEIA MAIS:  Pedidos de recuperação judicial por empresas batem recorde em 2016

Ainda de acordo com o comunicado da empresa, "a administração das Empresas Oi pretende tomar as providências e adotar os atos necessários à efetivação do pedido de recuperação, em todas as jurisdições nas quais tais medidas sejam necessárias".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários