Tamanho do texto

Danilo Basso atuou seis anos na área do Direito, mais especificamente na parte burocrática da negociação de jogadores de futebol, e foi aí que ele viu o empreendedorismo como uma nova possibilidade; conheça sua história

Brasil Econômico

Antes de mudar de carreira, Danilo e os dois sócios exploraram o mercado internacional
Divulgação
Antes de mudar de carreira, Danilo e os dois sócios exploraram o mercado internacional

Sabe aquela ideia de que é preciso decidir – já no fim do ensino médio – o que se quer fazer profissionalmente "pelo resto da vida"? Além de esse pensamento causar desespero nos jovens, ele reafirma um conceito tradicional sobre carreira que, na verdade, está mudando. Cada vez mais, tem se provado que é possível mudar de 'rumo' profissional, aproveitando as experiências anteriores para encarar a nova jornada.

Leia também: Empresária de sucesso no ramo de joias investe no potencial feminino para setor

Um exemplo disso é o empresário Danilo Basso, formado em Direito, que, em outubro de 2017, decidiu mudar de carreira e se dedicar a algo completamente diferente ao lado de dois sócios. Naquele ano, eles criaram a plataforma de ensino a distância (EAD) chamada Curseria, que visa proporcionar aos alunos experiências únicas com cursos ministrados por profissionais renomados. 

De lá para cá, a plataforma tem crescido e somado nomes renomados em todas as áreas de ensino. Para se ter ideia, eles oferecem aulas com o chefe de cozinha Henrique Fogaça, com a confeiteira Dani Noce, além de oferecer classes de "reconquista do equilíbrio na vida" com o médico Mohamad Barakat, mais conhecido como Dr. Barakat.

Com o exemplo tão positivo de Basso, fica até mais fácil pensar em mudar de carreira , não é mesmo?

Da advocacia para os negócios

Antes de investir no novo  negócio , Basso atuou como advogado por seis anos. Aprovado pela Organização dos Advogados do Brasil (OAB) em 2004, o paulistano de 33 anos conta que começou a se interessar pelo empreendedorismo antes mesmo da formação acadêmica, quando estagiava em um escritório jurídico responsável por clubes profissionais do futebol brasileiro, mais especificamente na parte de contrato e gestão dos jogadores.

Depois de se formar e advogar por alguns anos, ele finalmente decidiu se dedicar ao seu lado empreendedor, se tornando sócio de uma companhia especializada em marketing de influência chamada BR Media Group. 

Assim, já imerso no mundo dos negócios, montar outra empresa foi ser apenas uma questão de tempo e de muita pesquisa para Basso e seus dois sócios da BR Media Group. Eles fizeram um mergulho no mercado internacional e encontraram o MasterClass, uma plataforma online desenvolvida nos Estados Unidos, que oferece oficinas EAD com personalidades como o ator Samuel L. Jackson, a jogadora de tênis Serena Willians e o diretor de cinema Martin Scorsese. 

Leia também: Ex-militar que cortava cabelos no exército faz sucesso com barbearia Old School

“A MasterClass nos chamou muito a atenção, pois tínhamos a pretensão de criar um modelo de negócios em que as celebridades fossem protagonistas", lembra. "Fizemos um investimento de R$ 350 mil, com capital próprio, e conseguimos atingir o break-even [ponto de equilíbrio nos negócios em que não há prejuízo nem lucro] em três meses”, conta o empresário.

Quando importaram a novidade para o Brasil, Basso revela que tiveram uma preocupação em como renovar o EAD e deixar o formato mais atraente para os alunos. Diferente de uma aula tradicional, o empresário conta que as produções da Curseria são roteirizadas e captadas por uma produtora especializada em conteúdo publicitário e cinematográfico, o que proporciona conteúdo associado a entretenimento. Segundo o empreendedor, esse método torna a absorção de conteúdo maior e oferece aulas mais leves de assistir.

Bastidores da Curseria

Curso da Deborah e Giovanna Ewbank tem previsão de lançamento para junho de 2018
Divulgação
Curso da Deborah e Giovanna Ewbank tem previsão de lançamento para junho de 2018

Basso frisa que a intenção da Curseria não é procurar por pessoas famosas para atrair interessados, mas, sim, personalidades reconhecidas no País dentro da área em que atuam. 

Para tanto, a aproximação com os especialistas é avaliada com base em três aspectos. Primeiramente, veem se o profissional é notoriamente reconhecido no Brasil, ou seja, se é uma referência em relação ao seu trabalho. Segundo, se o conteúdo a ser compartilhado por essa pessoa consegue ser adaptado para o EAD e, por último, se o curso tem grande potencial de venda.

Assim que a Curseria aprova os quesitos, o time de conteúdo é escalado para que as aulas sejam co-criadas em conjunto desses profissionais selecionados. Essa etapa dura de dois a três meses.

Leia também: Começou produzindo semijoias na garagem dos pais e hoje fatura R$ 12 milhões

Lendo assim, o processo parece simples, certo? Entretanto, de acordo com o empresário, o procedimento é bem trabalhoso. “No início, tanto o Fogaça quanto o Dr. Barakat tinham muitas dúvidas se conseguiríamos entregar aquilo que havíamos prometido, já que não tínhamos nenhum histórico neste mercado de educação. Tive que ser persistente, foram necessários diversos argumentos e conversas para que eles depositassem confiança em nosso projeto”, relembra. 

A Curseria

Curso da Dani Noce superou as expectativas: mais de 1500 pessoas adquiriram o curso nos cinco dias de pré lançamento
Divulgação
Curso da Dani Noce superou as expectativas: mais de 1500 pessoas adquiriram o curso nos cinco dias de pré lançamento

Atualmente, a Curseria oferece cursos de 12 a 18 aulas, com duração total de quatro a 15 horas, com valores que variam entre R$ 359 e R$ 859. Desde outubro de 2017, a plataforma já atendeu mais de 4,5 mil pessoas.

Além de novos nomes escalados para a plataforma como o DJ Thiago Mansur, o lutador profissional Chico Salgado, a stylist Deborah Ewbank e a atriz e Giovanna Ewbank, o empresário conta que a expectativa é fechar o primeiro ano com um faturamento de R$ 10 milhões a R$12 milhões, já que, desde o início de 2018, a Curseria faturou mais de R$ 3 milhões com a venda de cursos. E você, já pensou em mudar de carreira alguma vez?

    Leia tudo sobre: empreendedorismo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas