Tamanho do texto

Segundo a OMS, a cada sete segundos uma pessoa morre vítima de complicações causadas pela doença; ferramenta terá custo de R$ 10 mensais

Gluco Trends
Divulgação
Gluco Trends

Focada em uma das doenças mais graves do mundo, a startup Glucogear, criada pelos jovens empreendedores Yuri Matsumoto, Rafael Braile e Fernando Bakonyi, se prepara para lançar no mercado o primeiro aplicativo voltado para pacientes diabéticos no processo de gestão dos níveis de glicemia.

A ideia inicial da startup  se baseava no desenvolvimento de sensores não invasivos para medir os níveis de glicose no sangue, com medição na saliva através da nanotecnologia, mas mostrou-se inviável a ser desenvolvido no Brasil, por conta dos grandes investimentos, e do custo elevado de repasse da tecnologia ao consumidor. “Mudamos o projeto, desenvolvemos aplicações de software que são capazes de facilitar a vida dos pacientes, ajudando a controlar a doença melhor, tornando a ação bem mais acessível”, comenta Yuri.

Gluco Trends
Divulgação
Gluco Trends

O Glucogear surge com a premissa de ser ferramenta de auxílio para pacientes com diabetes dos tipos 1 e 2. “O uso do Glucogear irá manter os níveis de glicemia na faixa de segurança, devido a distúrbios na secreção de insulina ou a absorção. Tanto na hiperglicemia ou hipoglicemia, ambos os casos precisam do equilíbrio do açúcar no sangue. Quando não existe esse controle, o paciente pode sofrer cegueira, doenças vasculares, neuropatias, fadiga, convulsões ou desmaios”, explica Yuri.

Segundo dados da OMS – Organização Mundial da Saúde, a diabetes já afeta quase 1 em cada 11 adultos, o órgão alertou que os casos praticamente quadruplicaram, passando de 108 milhões em 1980 para 422 milhões em 2014. O estudo também afirma que os níveis elevados de açúcar no sangue estão relacionados a 4,9 milhões de mortes por ano. Além disso, nesse período é gasto cerca de 612 bilhões de dólares com a doença, que daria em média $1.600 dólares para cada paciente.

“Nosso diferencial é o alto potencial de resolução do controle glicêmico da diabetes com o custo muito baixo. A nossa expertise está direcionada para colocar toda a inteligência de um pâncreas artificial em um aplicativo”, conclui Yuri.

Ferramenta será paga

A startup irá lançar a ferramenta pelo custo de R$ 10,00 por mês. No momento a Glucogear está em fase de validação cientifica, e segue em busca de investidores anjos para concluir a etapa da versão beta e disponibilizar o aplicativo para o público. 

Para entrar em contato com Yuri Matsumoto: yuri@glucogear.io

*Antonio Luis, especial para o Brasil Econômico.