Tamanho do texto

O mercado movimenta mais de R$ 134 bilhões ao ano. Confira se tem o perfil para empreender em educação!

Estima-se que o mercado de Educação, levando em conta os setores público e privado, em todos os níveis, movimenta mais de R$ 134 bilhões ao ano. Desse montante, somente o ensino de idiomas fatura mais de R$ 35 bilhões. Mesmo assim, de acordo com pesquisas de empresas do setor, só 3% da população brasileira são fluentes em outra língua, mostrando que há uma grande lacuna a ser preenchida para empreender em Educação, o que tem sido aproveitado por escolas e instituições que atuam neste segmento.


Descubra se você tem perfil para empreender no setor de educação
Divulgação
Descubra se você tem perfil para empreender no setor de educação


No mercado de trabalho, é cada vez mais comum a escolha por profissionais bilíngues. Não à toa, 77% das pessoas que buscam cursos para aprender outras línguas têm o objetivo de atingir crescimento profissional. No setor de Franchising, as franquias de educação movimentaram mais de R$ 2,6 bilhões no primeiro trimestre deste ano, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF). O resultado representa um incremento de 0,3% sobre o registrado no mesmo período do ano passado. Em número de unidades, elas expandiram sua atuação em 1,5% na mesma base de comparação, um dado relevante para quem pensa em empreender em Educação. 

Diante desses dados atraentes para quem deseja investir no próprio negócio, você pode estar se perguntando se tem ou não o perfil para empreender no ramo. Vale ressaltar que o interessado em ser franqueado de uma escola de idioma não precisa ser da área pedagógica, mas precisa obviamente gostar de gente e em especial de vendas. Afinal, a escola precisará prospectar alunos, gerir professores e as áreas relacionadas ao negócio, como a administrativa, financeira etc

Exemplo de um perfil, a princípio sem relação alguma com o setor, é um dos sócios da rede Rockfeller. Fundada em 2004 em Santa Catarina, a Rockfeller surgiu com a concepção de sempre buscar a excelência no ensino de idiomas. Seu crescimento rápido permitiu que, em 2006, a escola abrisse sua primeira franquia e, em 2008, fosse oficialmente implementado seu modelo de negócio como franqueadora, levando unidades Rockfeller para todo o Brasil. Hoje são 40 escolas em todas as regiões do País, com alunos e franqueados satisfeitos e uma marca premiada por sua excelência no segmento. A meta é chegar a 50 unidades em 2019 e a 100 em três anos. 

O sócio-franqueador da Rockfeller, André Belz, apesar de ter aptidão com idiomas, estava se formando como dentista e, no retorno de um programa de intercâmbio, antes de ingressar na Faculdade de Odontologia, o jovem estudante aceitou o desafio de dar aulas particulares de Inglês, enquanto esperava para iniciar o curso. Nesse período, muita coisa aconteceu até que André se envolveu definitivamente com a área de Educação e, tempos depois, se junto a Renata, então engenheira, e o pai dela, Romeu Morais, para revitalizar e remodelar a escola que ela já tinha.

Hoje, os três sócios-franqueadores orgulham-se da escolha. “Ia ser dentista, como o pai, e claro que a decisão não foi fácil, pois investi muito na carreira, porém na hora de decidir sobre o que iria fazer pelo resto da vida, o lado pedagógico bateu mais forte e assim me tornei franqueador”, conta Belz. 

Muitos outros casos na rede seguem esse mesmo caminho. São vários casos parecidos de pessoas que conheceram a Rockfeller, seja na condição de aluno, empregado ou fornecedor, e se tornaram franqueados. “Pelo menos 90% da rede são composta por pessoas que, de algum modo, já conheciam a marca. Isso é um fator muito importante se você pensar que elas de fato entendem profundamente como funciona a rede, antes de investir”, sintetiza Belz. 

Diferenciais

O franqueador enumera alguns diferenciais da rede e o perfil necessário para quem deseja investir em uma rede de ensino de idioma. Confira: 

1 - Sendo ou não da área de Educação, é importante saber que suporte a rede oferece, qual apoio a franquia presta. Isso desde a parte interna da unidade, que envolve as áreas de Gestão, Administrativo, Consultoria de Vendas, captação de matriculas até chegar ao público final. Aqui na Rockfeller, estamos sempre preocupados em oferecer material de ponta, afinal a velocidade com que as coisas mudam é impressionante. Somos a primeira rede a adotar as lousas interativas obrigatórias. Acabamos de reformular toda nossa plataforma digital e nosso material didático, que já era moderno, agora está muito mais inovador e efetivo.

2 - Os nossos alunos vêm conquistando bons resultados no exame de proficiência em inglês TOEIC®, um dos mais requisitados na área profissional. A média dos alunos adultos é de 800 pontos, de um total de 990. Crianças e adolescentes também obtêm desempenho semelhante no TOEFL JR®, sendo que 90% dos estudantes atingem a média de 840 pontos de um total de 900.

3 - Adotamos o método da sala de aula invertida, uma prática que vem sendo usada no Exterior e ainda pouco explorada pelas escolas, mas que ainda não vi praticada no ensino de idiomas. Por meio dela, o aluno é protagonista do seu aprendizado desde o início das aulas, que são menos expositivas e mais participativas, ou seja, fogem daquele modelo de o professor falar, o aluno ouvir e fazer as suas atividades de forma passiva. Nessa metodologia, o estudante ‘tem a aula fora da sala’ e chega com todo o conteúdo pronto para colocar em prática com o professor. Por isso, ele passa a ser o protagonista do curso.

4 - A rede também foi pioneira na oferta de aulas de 80 minutos, 20 minutos a mais do que a maioria dos cursos. No final do curso, isso garante 60 horas a mais de aprendizado e prática, o equivalente a um ano a mais de conteúdo, na comparação com escolas de idiomas que oferecem cursos de dois anos e meio.

5 - Em 2019, a rede lança o modelo Duo, no qual o aluno poderá estudar onde quiser e, a cada 15 dias e quatro aulas completadas na plataforma on-line Rockfeller Play, deverá agendar uma aula presencial de conversação na escola pelo aplicativo My Rockfeller.

6 - Outra modalidade é a On Demand, que é presencial, mas sem turmas. O estudante faz o curso sozinho por meio da plataforma Rockfeller Play nos RockSpots – espaços modernos com vários computadores, onde ele também poderá agendar suas aulas pelo aplicativo My Rockfeller, nos dias e horários que desejar. Durante toda a aula, ele contará com o auxílio de um tutor

7 - Não se exige ser da área pedagógica, mas o franqueado deve ter aptidão comercial, já que vendas e captação de matriculas são essenciais

8 - Gostar de gente e de lidar com público é, sem dúvida, outra questão a ser considerada, seja de forma direta ou indireta. É preciso levar em conta o aluno e a gestão de funcionários. A seleção e o treinamento de professores são importantíssimos. É claro que a rede oferece todo treinamento, mas é preciso ficar atento ao capital humano o tempo todo. É necessário, ainda, ter capacidade de inovar, compartilhar boas práticas e ter bom relacionamento interpessoal.