Tamanho do texto

Descubra quais criptomoedas valem a pena hoje!

Não é de hoje que a popularidade da bitcoin tem crescido com os brasileiros. Para você ter uma ideia do que é a bitcoin hoje, o termo “bitcoin”, desde abril deste ano, se tornou mais pesquisado no Brasil do que o termo “Tesouro Direto”, que é o investimento mais popular do brasileiro alternativo à poupança.

Bitcoin
Getty Images
Bitcoin


Investimentos: entenda porque a liquidez é importante

Acontece que, apesar da bitcoin ser  a moeda digital mais conhecida no mundo, ela não é a única. Aliás, ela está bem longe de ser, já que segundo dados do  coinmarketcap.com há pelo menos 1281 criptomoedas existentes no mundo.

Se realmente existem tantas criptomoedas no mundo, é bem possível que haja outras criptomoedas, além da bitcoin, que podem também ser interessantes de conhecer e comprar, não é mesmo?

Foi com essa ideia que eu procurei listar para você 3 criptomoedas dessa enorme lista de moedas digitais. Confira:

1) Ethereum

A Ethereum é a segunda criptomoeda em valor de mercado, estando atrás apenas, claro, da bitcoin.

E a sua fama tem motivo: o blockchain da Ethereum é muito popular não só pela sua segurança, mas também pelas suas funcionalidades. Muitas empresas estão baseando os seus sistemas no blockchain dela porque o blockchain da Ethereum, além de conseguir registrar transações, também é capaz de fazer funcionar contratos inteligentes.

Aposentadoria: 4 investimentos que podem acabar com o seu futuro

Então, no blockchain da Ethereum, conseguimos criar novos mercados, registrar dívidas e muitas outras coisas que podem, inclusive, ser inventadas dentro da tecnologia. Isso faz com que a moeda ganhe valor não só pela sua capacidade de compra e venda, mas também por ser uma grande ferramenta para se criar valor.

O interessante é que essa funcionalidade faz da Ethereum uma moeda cobiçada até mesmo por bancos e governos, tendo, inclusive, uma parceria com o Banco Central do Canadá.

Por isso, ao optar pela Ethereum, tenha em mente 2 coisas:

  • Ela tem um bom caminho de longo prazo por facilitar muitos negócios;
  • Você pode utilizá-la, também, para o seu próprio empreendimento.

Só tome cuidado, pois a Ethereum também não é uma maravilha. Há muito debate vivo ainda na internet sobre seus diversos problemas técnicos que ocorreram durante o ano. Por isso, é bom sempre acompanhar os fóruns na internet, principalmente dentro do reddit.

2) Ripple

Voltando ao assunto de criptomoedas e bancos, sabemos muito bem que os bancos não olham de forma amigável para as moedas digitais, já que elas representam também um risco ao seu modelo atual de negócio.

Mas essa realidade não é a mesma realidade com a ripple. A Ripple foi justamente uma criptomoeda criada para ajudar os bancos em seus processos internos, principalmente na infraestrutura de pagamentos. Foi um sucesso, e, sem demorar muito, se tornou uma grande queridinha dos bancos e demais instituições financeiras que lidam com a necessidade de ter uma infraestrutura de pagamentos.

E por ser um grande sucesso nisso, a sua moeda ganhou valor no mercado, e hoje conquista a posição de quarta maior moeda digital em valor de mercado.

Essa moeda tem um futuro muito interessante pela frente, mas é importante entender que ela tem o seu estilo diferente da Bitcoin. É uma moeda com um modelo bem mais puxado para os negócios, e é justamente com essa ótica que é bom analisá-la para ver se vale a pena a compra ou não.

3) Litecoin

Se a bitcoin é frequentemente comparada com o ouro, a litecoin tem tomado cada vez mais a posição de “prata” das moedas digitais.

Em si, diferente das outras 2 moedas listadas, a litecoin não tem nenhuma diferença altamente relevante em relação a bitcoin, e nem uma alta capacidade de dar valor a negócios. Mas ela tem características interessantes que trazem versatilidade ao seu funcionamento.

Por exemplo, a litecoin permite um tempo de transação mais rápido em relação a bitcoin, justamente por ter uma maior facilidade de acesso e também uma menor taxa de bloqueio.

Além disso, há também uma característica interessante: o seu limite de moedas que podem ser geradas é bem maior. Enquanto o limite na bitcoin é de 21 milhões de bitcoins no mercado, o limite na litecoin é de 84 milhões.

FGC: você sabe o que é o Fundo Garantidor de Crédito?

Essa é uma característica que varia. Alguns, por acharem o limite muito grande, podem considerar isso uma desvantagem. Outros, pelo maior espaço dado aos mineradores, podem considerar uma vantagem.

No fim, o que dá para dizer é que a litecoin é uma alternativa bacana à bitcoin , com um valor menor mas com uma versatilidade que faz a moeda ser interessante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.