Boeing pagará multa bilionária para encerrar investigações sobre os acidentes com o MAX
Gabriel Araújo
Boeing pagará multa bilionária para encerrar investigações sobre os acidentes com o MAX

Após acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ), a Boeing pagará mais de 2,5 bilhões de dólares em multas e indenizações para encerrar as investigações sobre os acidentes com o 737 MAX, que vitimaram 346 pessoas.

A fabricante norte-americana desembolsará 243,6 milhões de dólares para o pagamento de multas, 1,77 bilhão para indenizar as companhias aéreas envolvidas nos acidentes (Lion Air e Ethiopian Airlines) e um fundo de 500 milhões para vítimas.

“Acredito firmemente que entrar nesta resolução é a coisa certa a fazer – um passo que reconhece apropriadamente como ficamos aquém de nossos valores e expectativas”, disse David Calhoun, CEO da Boeing, aos funcionários da fabricante.

“Esta resolução é um sério lembrete para todos nós de quão crítica é nossa obrigação de transparência para com os reguladores e as consequências que nossa empresa pode enfrentar se qualquer um de nós ficar aquém dessas expectativas”, finalizou.

Com o acordo, a Boeing põe um fim aos 21 meses de investigação sobre os acidentes, que ocorreram em 2018 e em 2019. Essa atitude não foi bem vista pelo procurador-geral assistente David Burns, que atua na Divisão Criminal do Departamento de Justiça.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Você viu?

“Os funcionários da Boeing escolheram o caminho do lucro em vez da franqueza, ocultando informações materiais da FAA sobre a operação de seu avião 737 MAX e se empenhando em encobrir seu engano”, pontua.

Em novembro do ano passado, a Federal Aviation Administration (FAA) derrubou a restrição que impedia o 737 MAX operar comercialmente. Pouco tempo depois, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) retirou a Diretriz de Aeronavegabilidade que restringia a operação da aeronave no Brasil após concordar com a avaliação da agência norte-americana.

Com isso, a GOL tornou-se a primeira companhia aérea do mundo a retomar as operações com o MAX. Ademais, a GOL volta a receber neste ano as aeronaves que já estão produzidas nos Estados Unidos, tendo a previsão portanto, de encerrar 2021 com 17 unidades.

O post Boeing pagará multa bilionária para encerrar investigações sobre os acidentes com o MAX apareceu primeiro em Contato Radar - Notícias de aviação .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários