Tamanho do texto

Há 10 anos atuando na área, Lia Miranda fala sobre as funções e o mercado da produção de moda; especialista também dá dicas para iniciantes do setor

Brasil Econômico

O produtor de moda, definitivamente, está entre os profissionais mais requisitados do ramo. O trabalho praticado por quem exerce essa função é essencial no processo que vai ditar as próximas tendências. Mesmo assim, a profissão ainda é frequentemente confundida com a de stylist ou consultor.

Leia também: Consegui o primeiro emprego. E agora?". Confira dicas para o início da carreira

Segundo Lia Miranda, que atua na área há 10 anos, a função do produtor de moda engloba diversas atividades, como fazer pesquisas, visitar assessorias, garimpar produtos e até "carregar as sacolas" quando necessário. Ela explica que o stylist é responsável por buscar referências, criar uma imagem, dar o briefing e opinar no resultado final.

Apesar das diferenças nas atividades diárias, Lia assegura que o produtor deve estar preparado para "fazer as duas funções" na falta do stylist. "O produtor de moda tem de estar muito mais engajado no job que o stylist", diz a especialista. "Com a nossa experiência, acabamos fazendo também esse papel com muito louvor e é muito gratificante", completa.

Lia Miranda tem experiência de mais de 10 anos atuando no setor de moda
Arquivo pessoal
Lia Miranda tem experiência de mais de 10 anos atuando no setor de moda

O mercado da produção de moda, de acordo com Lia, vem sendo modificado pelo uso massivo das redes sociais e a ascensão das blogueiras como influenciadoras. "Temos que nos 'virar nos 30' para poder fazer a diferença, pois muitas marcas estão usando as blogueiras para publicidade e o material das mesmas para postagens próprias", explica. 

A principal forma de driblar a concorrência das influenciadoras digitais, segundo a especialista, é qualificar a cartela de contatos: "O networking é muito importante para estar conectado com agências, produtoras e assessorias, conseguindo um nicho maior".

Assim como Lia, a maior parte dos profissionais que se arriscam na produção de moda costumam trabalhar por conta própria. Ela acredita que cerca de 70% dos produtores sejam autônomos.

Por ser freelancer, ela explica que não tem trabalho todos os dias, mas que aproveita esse tempo para se mantar atualizada – o que é essencial para a profissão. "Mesmo não estando em produção, estou sempre fazendo pesquisas, estudando e indo atrás de networking", conta Lia.

Leia também: Quer entrar no mundo dos negócios? Veja os sete livros do gênero mais vendidos

Inspiração

A inspiração de Lia para se tornar produtora de moda surgiu do trabalho como vendedora de loja. Depois de ser promovida a gerente, passou a cuidar das vitrines do estabelecimento e descobriu a nova paixão. "Fazia montagens de looks conceituais e vi que agradava bastante. Foi aí que me apaixonei e decidi seguir carreira ", recorda.

Para a especialista, algumas características são indispensáveis para quem deseja trabalhar com produção de moda: "É preciso ser ousada, desinibida, criativa e ter certeza de que não quer sobra e água fresca, pois requer muita habilidade e agilidade na execução do trabalho". Além disso tudo, ela aponta o fator mais importante, que é também o mais óbvio: ser uma pessoa apaixonada por moda. Quem não vive este universo, dificilmente alcançará o sucesso no ramo.

Como melhorar?

Para Lia Miranda, um bom produtor de moda deve ser apaixonado por aquilo que faz e frequentar eventos constantemente
Arquivo pessoal
Para Lia Miranda, um bom produtor de moda deve ser apaixonado por aquilo que faz e frequentar eventos constantemente

As dicas de Lia para os jovens que desejam ser bem sucedidos como produtores de moda permeiam diferentes estágios. Estudos, contatos e até mesmo a maneira de agir são fundamentais para a construção de um perfil de destaque. 

"Faça um bom curso, tenha um bom mailing, seja bem 'cara de pau' para ir em todos os eventos de moda, desfiles. Se ofereça a profissionais renomados para ser assistente, até mesmo sem remuneração, para aprender todos os truques e artimanhas da profissão ", aconselha a produtora.

Leia também: Conheça seis atitudes que irritam os chefes e saiba como evitar uma demissão

Mesmo com todas as dificuldades do trabalho no setor, Lia acredita que a profissão ainda tenha muito espaço. Segundo ela, nada vem de graça, mas a carreira de um produtor de moda é muito promissora. "O mercado da moda é muito forte, com mudança de coleção a cada seis meses ou menos, e isso nos dá a chance de sempre reinventar e crescer na área", finaliza. Para acompanhar o trabalho de Lia, você pode segui-la no Instagram (@liamiranda.produtora) e ver de perto o dia a dia de um profissional da área. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.