Tamanho do texto

Para deixar o currículo pronto para ser usado, é importante não esquecer nenhuma informação essencial no documento

Brasil Econômico

Para saber como fazer um currículo bem estruturado, é importante conhecer a empresa
Thinkstock/Getty Images
Para saber como fazer um currículo bem estruturado, é importante conhecer a empresa

Muitos jovens, na busca pelo primeiro emprego, têm dúvidas sobre como fazer um currículo adequado. Uma série de incertezas sobre quais informações colocar e qual é a ordem correta dos itens faz com que estas pessoas tenham dificuldade na hora da estruturação. 

LEIA TAMBÉM: Carta de apresentação: saiba como fazer e o que deve ser evitado

Para saber como fazer um currículo bem elaborado, é preciso conhecer a vaga para a qual você está se candidatando. Isso porque, nos sites de empregos, é aceitável deixar um único currículo pronto, que seja mais abrangente, pois diferentes empresas podem procurá-lo. Ao encaminhar o documento de forma direta para alguma companhia, no entanto, o mais recomendado é prepará-lo para aquela vaga específica. 

Dicas para estruturar o currículo:

1) Dados pessoais 

O currículo deve começar com os dados pessoais do candidato. É necessário informar o nome completo, endereço e estado civil, além do número de telefone e e-mail. Documentos como CPF e RG, se não forem solicitados pela empresa, não precisam ser informados.

2) Objetivos 

Este item deve ser usado pelo profissional para mostrar diretamente à companhia qual a posição em que deseja atuar. É recomendado que o candidato não adicione vários objetivos diferentes. 

3) Perfil profissional

Nesta etapa de estruturação do currículo, o profissional deve fazer um resumo de suas qualificações, buscando chamar a atenção do recrutador. Devem ser citados conhecimentos e habilidades que podem ser úteis para aquela companhia. 

4) Escolaridade

Os profissionais devem colocar o último grau obtido. Um candidato com ensino superior não tem a necessidade de citar o nível médio, por exemplo. Pós-graduação e MBA devem ser listados. É sempre necessário colocar o nome da instituição e do curso, com data de término ou previsão, caso ainda esteja cursando. 

5) Experiência profissional

O candidato que ainda não possui experiência profissional pode descrever eventuais trabalhos realizados no centro acadêmico da universidade ou em empresas júnior, por exemplo. É importante lembrar de colocar a função exercida e descrever o período de experiência. 

6) Formação complementar

No sexto passo para deixar o currículo pronto, o profissional deve citar os cursos extracurriculares, de menor duração. Deve-se lembrar sempre de incluir a instituição, a carga horária e a data de início e conclusão. 

7) Idiomas 

Devem ser informados os idiomas conhecidos pelo candidato, sempre informando se tem nível básico, intermediário, avançado ou fluente. É importante ser totalmente honesto nesta parte, pois o recutrador pode testar o profissional durante a entrevista. 

8) Informática

Os conhecimentos em programas de informática úteis para o trabalho da empresa devem ser informados neste campo. O candidato que tiver curso na área também pode descrevê-lo como um curso extracurricular. 

9) Informações extras

Antes de ter o currículo pronto, experiências como trabalhos voluntários ou intercâmbios podem ser informadas neste campo. Atividades realizadas enquanto o candidato está fora do horário de trabalho e que, de alguma maneira, possam ser úteis naquele emprego, também podem ser descritas. 

LEIA MAIS: Como investir em uma empresa de comércio eletrônico e ter sucesso

Por fim, para saber exatamente como fazer um currículo ideal, é importante que o profissional tenha em mente que não deve enviar fotos – a não ser que tenham sido previamente solicitadas –, informar a pretensão salarial ou anexar certificados de cursos. É recomendado não ultrapassar duas páginas, pois os recrutadores podem se cansar de ler. Depois de todos estes cuidados, você tem um currículo pronto para ser usado.