Seguradoras pagaram cerca de R$ 2,5 bilhões em indenizações ao produtor em 2020
Luiz Fernando Martinez / Foto Arena
Seguradoras pagaram cerca de R$ 2,5 bilhões em indenizações ao produtor em 2020

Foi divulgado nesta quarta-feira (03), pelo Ministério da Agricultura , o resultado consolidado da execução do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural -PSR de 2020.

Foram aplicados R$ 881 milhões em subvenção, o que permitiu a contratação de 193.470 apólices de seguro rural, que somaram R$ 45,7 bilhões.

As apólices foram contratadas por produtores de todas as regiões do país, totalizando 13,7 milhões de hectares segurados.

A ministra Tereza Cristina destacou o crescimento no número de contratações e a necessidade de consolidar o seguro rural como uma das principais ferramentas de gestão de risco da atividade. “Em 2019, o PSR atendeu cerca de 42 mil produtores. Em 2020 este número subiu para 105 mil produtores”.

Segundo o diretor do Departamento de Gestão de Risco do Mapa, Pedro Loyola , “com os sucessivos problemas climáticos, cada vez mais severos, o produtor rural não deveria plantar sem a proteção de um seguro”. Ele destaca ainda que, em 2020, as seguradoras pagaram cerca de R$ 2,5 bilhões em indenizações ao produtor.

Para o próximo ano o objetivo é subir para R$ 1 bilhão o volume de recursos destinados ao PSR. Este valor depende de aprovação do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2020, em tramitação no Congresso Nacional.

Você viu?

Contratação

O produtor que tiver interesse em contratar o seguro deve procurar um corretor ou uma instituição financeira que comercialize apólice de seguro rural. Atualmente, 14 seguradoras estão habilitadas para operar no PSR. O seguro rural é destinado aos produtores pessoa física ou jurídica, independente de acesso ao crédito rural.

A subvenção econômica concedida pelo Ministério da Agricultura pode ser pleiteada por qualquer pessoa física ou jurídica que cultive ou produza espécies contempladas pelo Programa.

Para os grãos em geral, o percentual de subvenção ao prêmio pode variar entre 20% e 40%, dependendo da cultura e do tipo de cobertura contratada. No caso das frutas, olerícolas, cana-de-açúcar e demais modalidades (florestas, pecuária e aquícola) o percentual de subvenção ao prêmio será fixo em 40%.

Entre os riscos cobertos estão: excesso de chuvas, inundações, secas, granizos, geadas, entre outros.

Para mais informações, basta baixar o aplicativo do PSR – Programa de Seguro Rural, disponível para Android e IOS.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários