Posto de combustível
MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL
Posto de combustível

O Ministério de Minas e Energia (MME) publicou uma  nota nesta quarta-feira (6) mostrando o efeito que o corte de impostos deve ter no preço dos combustíveis . Segundo a pasta, a gasolina deve cair R$ 1,55 por litro, tendo como referencial o recorde de R$ 7,390 atingido na semana anterior à vigência das medidas. Por enquanto, a queda foi de R$ 0,26, segundo a última pesquisa de preços da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis).

Quanto ao etanol, a expectativa é de corte médio de R$ 0,31 por litro, uma redução de 6,3%, se comparado a média de R$ 4,873. O óleo diesel cairia R$ 0,13 por litro e o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), R$ 2,63. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

Nas redes sociais, o ministro Adolfo Sachsida (Minas e Energia), comemorou a potencial queda no preço: "Competição é bom." 

O cálculo considera a redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) a 17% ou 18%, já implementada por pelo menos  22 estados.

Mas, a discussão ainda não terminou. No Congresso, os parlamentares ainda precisam avaliar os vetos do presidente Jair Bolsonaro à lei do teto do ICMS. No Supremo Tribunal Federal, governadores questionam a lei do teto e a lei que determinou alíquota uniforme em todo o país.

Veja a perspectiva por Estado:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários