Conselho quer evitar troca na diretoria ameaça pelo Congresso Nacional e Palácio do Planalto
Redação 1Bilhão
Conselho quer evitar troca na diretoria ameaça pelo Congresso Nacional e Palácio do Planalto

O Conselho de Administração da Petrobras tenta agora blindar a estatal para evitar mudanças na diretoria. "A batalha não são os preços mas a composição da diretoria", de acordo com uma fonte.

Diferentes integrantes do governo tentam pressionar novamente para que José Mauro Coelho renuncie ao cargo, mas o executivo vem relutando em desistir. Bolsonaro e o Ministério de Minas e Energia não têm poderes para demitir Coelho, o que poderia ser feito apenas pelo Conselho de Administração.

Já circula entre o alto escalão da companhia o interesse de partidos políticos pela diretoria de Abastecimento da companhia, que é a responsável pelos preços dos combustíveis.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

As comparações com o passado são inevitáveis, lembrou uma das fontes, quando os partidos políticos disputavam diretorias na estatal.

Vêm causando forte incômodo dentro da companhia as declarações do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que prometeu uma reunião de líderes parlamentares para discutir a política de preços da Petrobras.

Ignorado pela Petrobras, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira que a estatal pode "mergulhar o Brasil num caos" com o reajuste no preço dos combustíveis.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários