Kinder reabre fábrica após dois meses na Bélgica
Divulgação
Kinder reabre fábrica após dois meses na Bélgica

A Agência Federal de Segurança Alimentar da Bélgica (AFSCA) autorizou nesta sexta-feira (17) a reabertura da fábrica da Ferrero em Arlon após dois meses fechada. A unidade era a responsável pela produção de chocolates da Kinder contaminados com salmonella.

A autorização, no entanto, tem validade de três meses e todos os produtos deverão passar por analistas da agência antes de serem distribuídos.

"Esta reabertura ocorre após uma limpeza completa e verificações de segurança alimentar realizadas em estreita colaboração", informou a Ferrero, em nota.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

A empresa se viu obrigada a fazer recall dos produtos após uma dezena de casos de salmonella no Reino Unido. Investidores apuram se a Ferrari retardou uma reação por um problema diagnosticado ainda em dezembro do ano passado.

Os produtos também foram retirados das prateleiras de países importadores, como França, Canadá e Austrália.

Segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC), foram registrados, até junho, 392 casos de salmonella na União Europeia e Reino Unido. Outros 22 casos ainda são investigados.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários