Presidente do Banco Central defendeu segurança do sistema de pagamento e declarou que vai responsabilizar bancos em caso de golpes
Redação 1Bilhão Educação Financeira
Presidente do Banco Central defendeu segurança do sistema de pagamento e declarou que vai responsabilizar bancos em caso de golpes

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que vai endurecer a relação de bancos com contas laranjas e membros ligados ao golpe do Pix. Segundo Campos Neto, o BC estuda responsabilizar bancos que hospedam contas de terceiros relacionados a golpes.

Em audiência na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (1°), o presidente do BC reafirmou que a modalidade não tem culpa do aumento de golpes registrados no país.

"A gente está apertando o máximo possível para que os bancos não tenham capacidade de ser hospedeiros de conta laranja ou conta intermediária. Inclusive a gente vai começar a fazer um processo em que os bancos serão responsabilizados se for feita uma fraude de Pix e eles tiverem uma conta laranja", afirmou.

"A gente gerou o máximo de flexibilidade possível. Mesmo assim, as fraudes continuam ocorrendo. É importante entender que, quando uma fraude é cometida no Pix, precisa ter uma fonte receptora", disse Campos Neto.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Contas laranjas são abertas por criminosos para aplicar golpes digitais e dificultar o trabalho de investigação da polícia. Os suspeitos usam dados das vítimas para abrir contas em bancos digitais, recebem os depósitos e depois transferem para as contas originais.

Ao ser questionado sobre o aumento de golpes com a modalidade de pagamento, Campos Neto voltou a defender as tentativas do Banco Central para endurecer as regras de transferência. Em 2021, o BC limitou os valores em transações entre 20h e 6h, além de liberar o consumidor a escolha dos limites para o período diurno.

"Você pode cancelar o seu limite, fazer com que só você possa fazer [a transferência] com quem já esteja pré-cadastrado, pode calibrar por horário. A gente está fazendo de tudo, porque quem mais conhece sua forma de consumir é o próprio consumidor", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários