Falta de componentes paralisou a produção
Divulgação/Volkswagen
Falta de componentes paralisou a produção

Os 2,5 mil trabalhadores da produção da Volkswagen, na fábrica de São Bernardo do Campo, entrarão em férias coletivas em função da falta de componentes. Os metalúrgicos ficarão fora da fábrica por 20 dias, de 9 a 28 de maio.

A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. O coordenador-geral da representação na Volks, José Roberto Nogueira da Silva, destaca que além dos semicondutores outros componentes e peças começaram a faltar e afetar a produção na montadora.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

"Não foi diferente ao que está acontecendo em outras fábricas do país. Tem demanda de produção, porém com a escassez de peças a fábrica não consegue atender o consumidor final. Estamos na expectativa da retomada o mais breve possível”, afirmou o sindicalista em nota. 

A Volks conta com cerca de 8,2 mil trabalhadores, sendo 4,5 mil na produção. Atualmente a fábrica produz 800 veículos por dia.

Procurada, a montadora ainda não se pronunciou.

No ínicio de abril, a Mercedes-Benz colocou 5,6 mil funcionários de São Bernardo do Campo  e de Juiz de Fora em férias coletivas. A paralisação ocorreu entre 18 de abril e terminou hoje. Segundo a empresa, o principal motivo é a razão da crise global e falta de componentes. Perto de 5 mil funcionários ficaram parados em São Bernardo do Campo e 600 em Juiz de Fora.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários