Paulo Guedes, ministro da Economia
Felipe Moreno
Paulo Guedes, ministro da Economia

O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), que congrega mais de 26 carreiras, enviou novo ofício ao Ministério da Economia na última sexta-feira (22), requerendo uma reunião com o secretário nacional de Gestão e Desempenho de Pessoal, Leonardo Sultani, para discutir a abertura de mesa de negociação sobre o reajuste a servidores federais. No entanto, ainda não tiveram retorno da pasta.

O governo federal estuda aplicar um reajuste linear de 5% a todo o funcionalismo a partir de julho, referente à folha de junho. A proposta desagradou servidores de todas as esferas, inclusive os policiais federais, que tinham conseguido acordo com o governo de aumento entre 16% e 20%, devido a uma proposta de reestruturação da carreira.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

No documento enviado, as entidades pedem a convocação de uma audiência com a Secretaria Nacional de Gestão e Desempenho de Pessoal nesta quinta-feira, dia 28 de abril, para que o governo dê mais informações sobre o possível reajuste de 5%. Procurado pela coluna, o Ministério da Economia não quis comentar.

O Fonasefe reforça na nota que, nas duas ocasiões em que foram recebidas pelo secretário da pasta desde janeiro de 2022, não houve discussão sobre abertura de negociações. O último ofício com o mesmo pedido foi enviado no dia 18 de abril, também sem resposta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários