Auxílio emergencial: 459 mil pais solteiros ainda têm direito
Reprodução: iG Minas Gerais
Auxílio emergencial: 459 mil pais solteiros ainda têm direito

Pais solteiros podem receber cota extra do auxílio emergencial, que acabou no ano passado, agora em abril. São devidas até cinco parcelas do auxílio, que beneficiará 459 mil homens chefes de família. Os novos pagamentos serão concedidos porque os chefes de família não receberam, assim como as mães solteiras, a parcela dupla do benefício no valor de R$ 1.200, durante a vigência do programa. Inclusive o Projeto de Lei 43/2021 aprovado no Congresso em dezembro passado veio corrigir essa distorção.Os homens não receberam, na época, a cota em dobro.

Estima-se que os valores liberados pelo Ministério da Cidadania cheguem a R$ 4,1 bilhões para 1,3 milhões de pais solteiros. O beneficiário poderá sacar a cota extra em até 120 dias após ser depositado na conta digital do Caixa Tem. A lei específica aprovada em julho de 2021, também beneficiou os pais solteiros a receber o valor de R$ 1.200, o que era apenas destinado para as mulheres chefes de família a receber o dobro do valor original do auxílio emergencial.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Apenas terá direito a receber a cota extra quem recebeu as parcelas originais do auxílio emergencial em 2020 entre os meses de abril e agosto. Quem passou a receber o benefício após setembro de 2020, não terá direito aos valores. A nova parcela para pais solteiros é retroativa e será variável, podendo depender de quando o beneficiário começou a receber o pagamento.

É elegível para receber a cota extra o homem chefe de família que criava os filhos sozinho no início da pandemia, a parceria pode variar entre R$ 600 e R$ 3.000 a depender dos valores disponibilizados no Caixa Tem, de acordo com informações do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, em live realizada na plataforma Youtube.

Leia Também

Procurado, o Ministério da Cidadania não informou se ainda é possível fazer inscrições e quando os pagamentos serão feitos. O beneficiário que se enquadre nas exigências para o crédito do auxílio emergencial pode consultar se terá retroativo a receber no portal da Dataprev em  https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta . É preciso informar o nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe na plataforma para ter acesso às informações.

Desde fevereiro

Os pagamentos a esses beneficiários estão ocorrendo desde fevereiro. Para isso é preciso que estes homens chefes de família estejam inscritos no Cadastro Único. Os pagamentos retroativos estão sendo liberados pelo governo federal.

Esses repasses não correspondem a uma continuidade do programa, mas sim ao pagamento de parcelas atrasadas. Os valores a serem recebidos são de pagamentos retroativos do ano de 2020.

Portanto, serão pagas até cinco parcelas de 2020, podendo variar entre R$ 600 e R$ 3 mil.

Confira quanto pode receber

  • Recebeu as 5 parcelas do auxílio emergencial original poderá receber R$ 3.000,00 a mais
  • Começou a receber em maio de 2020 vai ter direito a R$ 2.400,00
  • Recebeu a partir de junho de 2020 ganhará R$ 1.800,00
  • Recebeu a partir de julho de 2020 terá depósito de R$ 1.200,00
  • Recebeu a partir de agosto/2020 terá direito a R$ 600

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários