Governo aumenta limite de subsídios do Programa Casa Verde e Amarela
Senado Federal
Governo aumenta limite de subsídios do Programa Casa Verde e Amarela

O governo federal publicou nesta quarta-feira (23) um decreto aumentando os limites de subvenção econômica às famílias beneficiárias do Programa Casa Verde e Amarela. A norma diz que os limites para produção e aquisição de imóveis novos ou usados passam de R$ 110 mil para R$ 130 mil, em áreas urbanas, e de R$ 45 mil para R$ 55 mil, em áreas rurais.

Pelas regras do programa, essas subvenções têm como garantia recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS). Ambos são geridos pela Caixa Econômica Federal.

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência da República, a medida não implicará expansão de custos à administração pública, não utilizará recursos adicionais do FAR, nem vai interferir na meta do Programa Casa Verde e Amarela.

"A alteração vai se limitar aos valores consignados na Lei Orçamentária Anual e, portanto, não apresenta impacto orçamentário", informou a pasta.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Leia Também

O decreto, publicado na edição desta quarta do Diário Oficial da União, também modifica a composição do Comitê de Participação do FAR. Segundo o decreto, o comitê será presidido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e terá, em sua composição, representantes da Casa Civil da Presidência da República e do Ministério da Economia.

Criado em 2001, o FAR tem por finalidade operacionalizar o extinto Programa de Arrendamento Residencial e, atualmente, financiar operações já contratadas no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários