BC
Agência Brasil
BC

O Banco Central registrou 87 milhões de consultas a CPFs e CNPJs em busca de valores "esquecidos" em contas bancárias nos três primeiros dias de funcionamento do Sistema de Valores a Receber (SVR). O número considera as consultas feitas até às 18h desta quarta-feira.

Foram 85,3 milhões de consultas por CPFs, com 17,5 milhões encontrando algum dinheiro e outros 67,8 milhões sem saldo. No caso dos CNPJs, foram 1,7 milhões de consultas, sendo 241,5 mil com saldo e 1,4 milhão sem.

Com isso, cerca de 80% das consultas não encontraram recursos nessa primeira etapa, em que estão disponíveis R$ 3,9 bilhões de 28 milhões pessoas ou empresas. A partir de maio, começa uma nova etapa quando as pessoas serão orientadas a fazer uma nova consulta. O BC estima que R$ 8 bilhões possam ser recuperados pelo SVR.

As consultas começaram a ser feitas na segunda, mas o resgate dos recursos só estará disponível em março, mediante agendamento, que será de acordo com a data de nascimento da pessoa ou da empresa.

Mesmo que a pessoa se esqueça de entrar no site do BC na data agendada, haverá repescagem ainda em março. E se, mesmo assim, a pessoa perder a repescagem, o dinheiro continua disponível para consultas futuras.

Nesta primeira fase, estarão disponíveis para devolução R$ 3,9 bilhões para 28 milhões de pessoas ou empresas que tinham saldos residuais em contas-correntes, por exemplo. As próximas etapas, a partir de maio, permitirão a consulta e resgate dos R$ 4,1 bilhões restantes. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários