PIS/Pasep: Não conseguiu sacar o abono? Veja o que fazer
MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL
PIS/Pasep: Não conseguiu sacar o abono? Veja o que fazer

Trabalhadores da iniciativa privada nascidos em janeiro e que têm direito ao PIS já podem sacar o dinheiro desde terça-feira (8). Os pagamentos serão feitos até 31 de março, de acordo com a data de nascimento. Em 15 de fevereiro, servidores públicos também começam a receber o abono salarial do Pasep.

Mas algumas pessoas tiveram dificuldade para realizar o saque ontem, que pode ser feito diretamente em uma agência da Caixa ou por meio do aplicativo Caixa Tem. O banco se encarrega de abrir uma conta digital para quem não é seu cliente e tem direito ao benefício.

Cerca de 22 milhões de pessoas serão beneficiados, num total de R$ 20 bilhões. Os valores podem ser sacados até 29 de dezembro de 2022.

Veja o que fazer se você não conseguiu sacar o dinheiro:

Quem tem direito ao PIS?

  • Trabalhadores com registro formal em 2022 por pelo menos 30 dias, recebendo, em média, dois salários mínimos nacionais. Também é preciso estar inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos;
  • Com o aumento do salário mínimo em 1º de janeiro, o valor do abono salarial passou a variar de R$ 101 a R$ 1.212, de acordo com a quantidade de meses trabalhados. Só receberá o valor máximo quem trabalhou os 12 meses de 2020;
  • No caso dos 154 mil trabalhadores que poderão receber o abono de 2019, esses precisam ter recebido, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exercido atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias naquele ano;
  • É preciso também que o trabalhador já estivesse inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos naquele ano, e com os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) ou eSocial, conforme categoria da empresa;
  • O valor do abono salarial de 2019 ficou entre R$ 92 a R$ 1.100, de acordo com a quantidade de meses trabalhados durante o ano-base 2019.

Quem não tem direito ao abono?

  • Empregados domésticos;
  • Trabalhadores rurais empregados por pessoa física;
  • Trabalhadores urbanos empregados por pessoa física;
  • Trabalhadores empregados por pessoa física equiparada a jurídica.

Onde o dinheiro é depositado?

O PIS é pago pela Caixa Econômica Federal. Os trabalhadores que possuem conta-corrente ou poupança na Caixa recebem o crédito automaticamente em sua conta, de acordo com o mês de nascimento e o calendário de pagamentos.

Quem não possui conta na Caixa receberá os valores por meio da Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela Caixa e que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem.

Caso não seja possível a abertura da conta digital, o dinheiro ficará disponível para saque presencial nas agências da Caixa, casas lotéricas, terminais eletrônicos e correspondentes Caixa Aqui.

Como sacar o PIS?

Trabalhadores que possuem conta-corrente ou poupança na Caixa e tiveram o valor depositado nesta terça podem sacá-lo com o cartão magnético e documento de identificação nas agências da Caixa, casas lotéricas, terminais eletrônicos e correspondentes Caixa Aqui.

Quem recebeu pela Poupança Social Digital pode movimentar o valor no aplicativo Caixa Tem.

Caso o trabalhador não tenha conta na Caixa e o banco não tenha conseguido abrir a poupança digital em seu nome, o saque pode ser realizado presencialmente na agência com apresentação do número do PIS e um documento oficial com foto, como RG ou carteira de motorista.

Também é possível sacar usando o Cartão do Cidadão com a senha nos terminais de autoatendimento, unidades lotéricas e postos Caixa Aqui, de acordo com o calendário de pagamento.

Como utilizar o dinheiro pelo aplicativo Caixa Tem?

O valor do benefício creditado em conta-corrente ou poupança pode ser usado para pagar contas ou realizar transferências por meio do internet banking ou aplicativo da Caixa, disponível para celulares e tablets.

A movimentação da poupança digital da Caixa, aberta automaticamente para quem não possui conta no banco, é feita pelo aplicativo Caixa Tem. Ele pode ser baixado em celulares com sistema operacional Android e iOS.

Pelo aplicativo é possível realizar compras com cartão de débito virtual, pagar boletos e contas, fazer transferências e efetuar saques sem cartão nos caixas eletrônicos e lotéricas.

Para fazer saques sem o cartão, é necessário selecionar no aplicativo Caixa Tem a opção "Saque sem cartão".

Em seguida, é preciso gerar o código para saque e utilizá-lo para o saque em terminais de autoatendimento da Caixa, unidades lotéricas e postos de correspondentes Caixa Aqui.

Quais documentos preciso para fazer o saque?

Para saque nas agências, no guichê de atendimento presencial ao público, é necessário levar o documento de identificação oficial com foto e o número do PIS. Esse número pode ser checado no site do Meu INSS, pelo Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais), no aplicativo do FGTS e no aplicativo Caixa Trabalhador.

Leia Também

Para o saque nos caixas eletrônicos, lotéricas e correspondentes Caixa Aqui, é preciso utilizar o Cartão do Cidadão, com a respectiva senha.

O que fazer se não consigo realizar o saque?

Dúvidas sobre o processamento das informações sociais do trabalhador nos sistemas Rais (Relação Anual de Informações Sociais), eSocial (sistema do governo) ou sobre a identificação, concessão, valor do benefício e calendário de pagamentos devem ser verificadas nos canais de atendimento do Ministério do Trabalho:

  • Aplicativo Carteira de Trabalho Digital;
  • Portal www.gov.br;
  • Telefone 158.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia.

Não recebi em 2021 por erro. Como receber neste ano?

Segundo o ministério, cerca de 154 mil beneficiários estão nesta situação e receberão neste ano. Não é preciso solicitar o valor. O benefício será depositado em uma conta digital da Caixa entre fevereiro e março, de acordo com o calendário.

Esqueci de sacar em anos anteriores. Posso sacar agora?

Não. O ministério divulgou na última semana que os abonos atrasados deverão ser solicitados a partir de 31 de março, quando o pagamento regular será finalizado. Mais de 320 mil trabalhadores têm direito aos atrasados.

A solicitação do benefício pode ser feita presencialmente em uma das unidades de atendimento do ministério, com documento oficial com foto, ou via email. O email é [email protected] As letras "uf" devem ser substituídas pela sigla do estado de domicílioo do trabalhador.

Quem mora no Rio, por exemplo, deve enviar mensagem para [email protected] O valor deve ser sacado até 29 de dezembro de 2022.

Qual o calendário de pagamento?

A liberação ocorrerá de forma escalonada, e o dinheiro ficará disponível para saque até 29 de dezembro.

PIS

Mês de nascimento x Data de pagamento

  • Janeiro - 08/02/2022;
    Fevereiro -10/02/2022;
    Março - 15/02/2022;
    Abril - 17/02/2022;
    Maio - 22/02/2022;
    Junho - 24/02/2022;
    Julho - 15/03/2022;
    Agosto - 17/03/2022;
    Setembro - 22/03/2022;
    Outubro - 24/03/2022;
    Novembro - 29/03/2022;
    Dezembro - 31/03/2022.

Pasep

O saque vai depender do número de inscrição do servidor público. O prazo para retirada também será 29 de dezembro.

Número de inscrição x Data de pagamento

  • 0 e 1 - 15 de fevereiro;
  • 2 e 3 - 17 de fevereiro;
  • 4 - 22 de fevereiro;
  • 5 - 24 de fevereiro;
  • 6 - 15 de março;
  • 7 - 17 de março;
  • 8 - 22 de março;
  • 9 - 24 de março.

Como fazer a consulta?

Para ter acesso às informações do Abono Salarial na Carteira de Trabalho Digital será necessário que o trabalhador atualize o aplicativo, depois acesse a aba “Benefícios” e “Abono Salarial”, para verificar o valor, dia e banco de recebimento.

O download é gratuito nas lojas virtuais App Store e Play Store, ou no portal gov.br, por meio do endereço eletrônico. Para obter o documento digital, o trabalhador vai precisar do número do CPF e deverá criar uma conta autenticada no portal gov.br. Após o login, o trabalhador deverá consultar a opção "Benefícios", no menu inferior, e depois selecionar "Abono salarial".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários