VirtusPay
Divulgação
VirtusPay

O APP VirtusPay, ferramenta digital da fintech brasileira, de mesmo nome, pioneira e especializada em pagamentos via boleto parcelado, pode ser uma solução para empreendedores que querem iniciar um negócio ou buscam incrementar suas vendas e também para excluídos: que não possuem e/ou não podem ter um cartão de crédito. O APP está disponível para todos os formatos de celular.

Como funciona?

A pessoa interessada em comprar a prazo por boleto, baixa o APP (ou entra no site da VirtusPay), faz um cadastro. Depois procura uma das lojas que possuem o serviço de pagamento por boleto parcelado - fornecido pela VirtusPay -, efetua uma compra, escolhe a quantidade de parcelas que serão pagas em relação ao valor total da compra, e após aprovação a operação é concluída e a primeira parcela já poderá ser paga. A loja escolhida enviará o produto para a pessoa que o adquiriu.

Tendência

Pela facilidade e praticidade o pagamento via boleto parcelado, por meio do APP VirtusPay é a grande tendência em 2002. Segundo registra o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), em análise sobre as tendências do segmento para este ano, nunca o empreendedorismo esteve tão em alta no Brasil, e mesmo diante de uma crise econômica “o brasileiro sempre busca se reinventar”.  

O Sebrae aponta para uma constância no crescimento do empreendedorismo. Pesquisa recente realizada pela entidade revela que no primeiro semestre de 2021 houve um aumento recorde de abertura de micro e pequenas empresas no país. Somente nos seis primeiros meses foram cerca de 2,1 milhões de novos negócios, um crescimento de 35% em comparação ao mesmo período em 2020.

A chama do empreendedorismo está acesa, inclusive, entre a população jovem. Um levantamento da empresa HeroSpark, plataforma que auxilia empreendedores digitais, mostra que 24% dos jovens das classes A, B e C, com até 30 anos, são empreendedores e 60% querem ter um negócio próprio no futuro, como lojas de vestuário, lanchonetes, food trucks, entre outros.

A tendência é de que as empresas que surgiram, inclusive, durante a pandemia, busquem a consolidação de sua atuação e serviços, para seguirem em funcionamento em 2022. Só em 2020, segundo dados divulgados pela Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, contabilizaram mais de 782.664 empresas abertas. 

Esses empreendimentos se firmaram ainda mais em 2021, sinalizando que pessoas empreendedoras estão buscando soluções para saírem da crise através da abertura e desenvolvimento de um negócio próprio. Dentro desse universo as lojas de produtos on-line ficaram no topo como a primeira opção, principalmente, para microempreendedores. 

Leia Também

A Pesquisa Perfil do E-commerce Brasileiro, aponta que no ano passado foram abertas mais de 1,6 milhão de novas lojas virtuais. Os nichos mais explorados são os de comidas prontas para entrega, produtos artesanais, produtos vegetarianos e veganos, saúde e higienização, brechós e roupas.

“O boleto parcelado é um formato que ajuda quem busca iniciar um negócio próprio e também ajuda uma parcela da população a se inserir nas compras online. Para o pequeno empreendedor, a solução se torna interessante, pois ele recebe o valor da compra de cada cliente à vista, enquanto o consumidor paga parcelado para a empresa que emite o boleto", destaca Gustavo Câmara, CEO da fintech, que, atualmente, aceita mais de 120 lojas, incluindo  maiores redes de varejo eletrônico.

Segundo levantamento realizado pela Serasa Experian em fevereiro de 2021, para avaliar o impacto da pandemia nas micro, pequenas e médias empresas, 73,4% dos empreendedores vendiam ou passaram a vender produtos e serviços on-line nesse período. Dentre eles, 83,1% sinalizaram que continuarão movimentando seus negócios no ambiente digital até o final do cenário de pandemia. 

A busca de oportunidades em marketplaces foi uma das motivações a sustentar o crescimento da migração de empresas físicas para a web (cerca de 208% no Brasil), de 2019 até 2021. O que naturalmente aumentou a concorrência e o interesse da maioria em apostar em novas tecnologias e fórmulas de negócios para atrair clientes. 

A ampliação dos meios de pagamento atualmente se tornou um importante diferencial para as empresas, como comenta o CEO da VirtusPay.

“O pagamento via boleto parcelado chegou como uma importante ferramenta que permite mesmo a quem não usa cartões digitais, comprar on-line, ao mesmo tempo em que ajuda empreendedores a tornar mais competitivo o seu negócio", afirma Gustavo Câmara.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários