Bolsonaro fala em reajuste para
Felipe Moreno
Bolsonaro fala em reajuste para "todos os servidores" em 2023

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta segunda-feira (31) que "todos os servidores" devem ser atendidos com um "percentual bastante razoável" em 2023. Segundo Bolsonaro, a arrecadação federal deverá crescer em 2022 e favorecer o reajuste de funcionários públicos.

A declaração acontece após o próprio presidente não garantir o reajuste de policiais prometido no fim do ano passado. Bolsonaro, inclusive, sancionou o Orçamento de 2022 com R$ 1,7 bilhão para o aumento de servidores da segurança pública.

"Tendo em vista que nós devemos ter uma excelente arrecadação no corrente ano por ocasião da feitura do orçamento para 23, nós vamos atender um percentual bastante razoável para todos os servidores públicos do Brasil", afirmou em entrevista à Record TV.

Bolsonaro ainda pediu compreensão dos servidores com a impossibilidade de reajustar os salários neste ano. Há duas semanas, o governo foi alvo de manifestações de servidores da Receita Federal e Banco Central e enfrenta uma onda de pedido de demissões em autarquias.

Leia Também

"Eu peço a eles que, por favor, entendem a situação que o Brasil ainda atravessa. Muitos perderam emprego, muitos tiveram salários reduzidos. Servidores não tiveram por ação do governo federal", declarou.

Para reduzir a pressão sobre sua gestão, Bolsonaro lembrou da negativa do Planalto em reduzir salários de servidores no começo de 2020, quando foi necessário restringir gastos para oferecer o auxílio emergencial à população.

"O ex-presidente da Câmara queria um corte de 25% no salário de todos os servidores federais, estaduais, municipais. Da nossa parte achamos que congelando por 2 anos seria o suficiente. Foi menos traumática a nossa proposta", disse Bolsonaro, ao se referir ao deputado federal e atual secretário de João Doria, Rodrigo Maia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários