Ministro Anderson Torres pediu readequação do Orçamento para reajustar salario de policiais
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Ministro Anderson Torres pediu readequação do Orçamento para reajustar salario de policiais

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, solicitou ao Ministério da Economia adequação no orçamento de 2022 para reajustar os salários de policiais federais, rodoviários e agentes penitenciários. Segundo a proposta de Torres, o custo total por ano deve atingir R$ 2,8 bilhões. Até 2024, a quantia chegará em R$ 11 bilhões. A informação foi obtida pelo jornal O Globo e confirmada pelo iG.

O reajuste salarial foi uma promessa do presidente Jair Bolsonaro (PL), que tenta agradar sua principal base eleitoral. Necessitando de popularidade, Bolsonaro vê neste reajuste uma forma de manter o apoio dos profissionais da segurança pública. 

Na manhã desta terça-feira (14), Torres afirmou que será necessário modificar uma lei e criar uma medida provisória (MP) para garantir o reajuste. A porcentagem de aumento para cada funcionário ainda não foi decidida. 

Bolsonaro se reuniu na tarde desta terça com o diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino; o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Silvinei Vasques; e a presidente da Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, Tânia Prado. O objetivo do encontro era negociar uma reestruturação nas carreiras policiais e definir os trâmites do reajuste salarial. 

Para isso, o governo estuda usar a folga no orçamento do próximo ano conquistada via PEC dos Precatórios, com parte aprovada pelo Congresso Nacional e outra ainda em análise na Câmara dos Deputados. A previsão do Ministério da Economia é que a PEC libere cerca de R$ 100 bilhões para os cofres públicos no próximo ano. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários