Polícia Federal quer abrir inquérito para apurar desvios no orçamento secreto
Divulgação/Polícia Federal
Polícia Federal quer abrir inquérito para apurar desvios no orçamento secreto

A Polícia Federal pediu uma autorização ao Supremo Tribunal Federal (STF) para abrir um inquérito e apurar desvios de verbas no chamado "orçamento secreto", como ficaram conhecidas as emendas de relator. A corporação investiga o caso desde que o jornal O Estado de S. Paulo  revelou que o governo Bolsonaro estaria usando as emendas em troca de apoio no Congresso Nacional. A informação é da revista Veja .

O pedido foi feito com base no relatório da Controladoria-Geral da União (CGU). Em maio, o Estadão  havia apontado que parte das verbas destinadas às RP9 estariam sendo usadas para a compra de tratores superfaturados. Mas, o ministro da CGU Wagner Rosário chegou a afirmar, no mês passado, que o dinheiro estaria sendo usado para além disso.

A execução das emendas de relator foi  suspensa pelo STF há pouco mais de duas semanas, devido à falta de transparência na distribuição dos recursos aos parlamentares. Por conta disso, o orçamento secreto estaria sendo chamado pelo opositores do governo de "Bolsolão", em referência ao escândalo do Mensalão . Vale lembrar, no entanto, que as RP9 estão previstas na lei desde a sua criação em 2019. O que a polícia investiga, portanto, é o quem tem sido feito com o dinheiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários