Vendas de veículos novos registram pior outubro desde 2016
Elza Fiúza/ABr
Vendas de veículos novos registram pior outubro desde 2016

As vendas de veículos novos registraram o pior outubro nos últimos cinco anos. Ao todo, 162,4 mil unidades foram vendidas no mês passado, o que representa uma queda de 24,5% em relação ao mesmo período de 2020. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (4), pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

O volume foi o pior resultado para o mês de outubro desde 2016, quando foram vendidos menos de 160 mil veículos, entre carros de passeio, utilitários leves (como picapes e vans), caminhões e ônibus. Ainda assim, apresentou um crescimento de 4,7% em relação a setembro deste ano, considerado o pior mês para as vendas. Na ocasião, o país conseguiu emplacar 155,08 mil unidades.

No acumulado desde o início de 2021, as vendas de veículos zero km chegaram a 1,74 milhões - 9,5% a mais do que nos dez primeiros meses de 2020, quando o mercado foi mais atingido pela pandemia de Covid-19. A Fiat lidera essas vendas, com 22,5%. Em seguida, aparecem a Volkswagen, com 15,6%, General Motors (11,1%) e Hyundai (9,45%).

A queda no número de veículos vendidos é causada pela baixa oferta disponível nas concessionárias. A falta de componentes eletrônicos, por causa da crise global dos semicondutores, continua a atrapalhar a indústria automobilística, que têm que parar suas produções. Por conta disso, a Fenabrave não destarca a possibilidade de um pequeno recuo de 1% nas vendas até o final de 2021.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários