Confederação Nacional do Transporte garantiu que transportadoras seguirão trabalhando normalmente
Futura Press/Roberto Vazquez
Confederação Nacional do Transporte garantiu que transportadoras seguirão trabalhando normalmente

Em reunião realizada nesta terça-feira com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, O presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), Vander Costa, garantiu que as transportadoras não devem aderir à greve de caminhoneiros , logo não teria risco de desabastecimento. 

Segundo o site Poder360, o encontro visou “debater a segurança do transporte de cargas no Brasil em uma eventual paralisação dos caminhoneiros autônomos”.

A CNT é contrária à greve marcada para dia 1º de novembro. As transportadoras só parariam se não houvesse segurança para trafegar nas estradas durante os protestos. 

O ministro Tarcísio Freitas participou de um almoço realizado pela Frente Parlamentar do Brasil Competitivo e disse que conversa com líderes da categoria para encontrar uma solução .

Leia Também

"Se o cara não perceber que ele tem que se planejar para ser inserido no mercado, ele vai ter problemas. Tem coisas que o cara tem que pensar. Por exemplo, está sobrando vaga para contratação em empresas de transporte, mas o cara quer se autônomo tendo prejuízo, em vez de ser empregado de uma empresa ganhando R$ 4.000, R$ 5.000", disse o ministro.

Wallace Landim, conhecido como Chorão, uma das principais lideranças da categoria dos caminhoneiros confirma que apesar da tentativa de minimizar a greve, a  "crise é pior que em 2018" e a categoria "está mais articulada" dessa vez. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários