Após Guedes admitir 'licença' para gastar, Bolsonaro nega que Auxílio Brasil não vai furar teto
MARCOS CORRÊA/ PR
Após Guedes admitir 'licença' para gastar, Bolsonaro nega que Auxílio Brasil não vai furar teto

Uma dia após o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmar que o Auxílio Brasil de R$ 400 deverá ser pago em parte fora do teto de gastos , o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) insistiu que o programa será feito dentro do teto, apesar de não explicar como.

"O que nós decidimos? Passar todos para no mínimo 400 reais. Isso tudo com responsabilidade. Ninguém está furando teto, não", disse Bolsonaro, durante inauguração de trecho da transposição do Rio São Francisco, em São João de Piranhas, na Paraíba.

Leia Também

Na quarta-feira, Bolsonaro já havia dito que "ninguém vai furar teto" nem fazer "nenhuma estripulia no Orçamento".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários