Programa que comprava uma cesta básica, hoje compra apenas 23%
Sophia Bernardes
Programa que comprava uma cesta básica, hoje compra apenas 23%

A inflação alta, beirando dois dígitos, e os sucessivos cortes no auxílio emergencial fizeram o poder de compra do benefício cair 78,7%. O programa, que antes permitia a compra de uma cesta básica em abril de 2020 - quando foi lançado - hoje o menor valor paga apenas 23% dos mantimentos, segundo informações do UOL.

Nessa época, o valor pago era de R$ 600 a R$ 1200 e a cesta básica custava R$ 556,25. O auxílio sofreu cortes e, agora, paga R$ 150, R$ 250 ou R$ 375. Além disso, a cesta básica subiu 16,9%.

Quem recebe o menor valor do auxílio emergencial (R$ 150) sofre, pois dá para comprar só 23% de uma cesta básica, que passou a custar R$ 650,50em agosto de 2021. Já o maior benefício, de R$ 375, compra 58% da cesta básica.

Se fosse reajustado pelo INPC, assim como o salário mínimo, o auxílio deveria pagar R$ 701,66, representando um aumento de 11,1% no período. 

Além disso, o programa paga hoje 18,4 milhões de pessoas com valor médio de R$ 250. Quando foi implementado, eram 68,2 milhões de beneficiários.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários