Produção de veículos tem pior agosto desde 2003
Karol Albuquerque
Produção de veículos tem pior agosto desde 2003

A crise mundial no mercado de semicondutores continua a afetar a indústria automobilística. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA), no mês passado, foram fabricadas apenas 164 mil unidades - o que representa uma queda de 21,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Este foi o pior resultado para um mês de agosto desde 2003.

A baixa oferta de matéria-prima levou a paralisações totais ou parciais de cerca de 11 fábricas no último mês. “Num cenário normal, estaríamos produzindo num ritmo acelerado nesta época do ano, quando as vendas geralmente ficam mais aquecidas”, afirma o presidente da ANFAVEA, Luiz Carlos Moraes.

Com a baixa na produção, os estoques das concessionárias estão sendo consumidos mais rapidamente. Na virada de agosto para setembro, havia apenas 76,4 mil veículos disponíveis para venda - estoque suficiente para menos de duas semanas.

Licenciamentos

O número de licenciamentos também caiu. Foram 172,8 mil unidades vendidas, no pior agosto desde 2005. A queda foi de 5,8% em relação ao mesmo mês do ano passado. Ainda assim, em meio à retração, alguns segmentos se destacaram positivamente. Pela primeira vez, a venda de veículos SUVs superou a soma de hatches e sedãs no país. Os híbridos e elétricos, por sua vez, bateram recorde, com mais de 3,8 mil unidades licenciadas.

Exportações

Mesmo com a queda na produção, as exportações de veículos cresceram. Após o recuo em julho, elas reagiram em agosto, com alta de 23,9% sobre o mês anterior. Ao todo foram 29,4 mil automóveis embarcados - 5,5% a mais que em agosto do ano passado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários