Servidores do INSS se mobilizam contra aumento da jornada de trabalho semanal
Martha Imenes
Servidores do INSS se mobilizam contra aumento da jornada de trabalho semanal

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social no Estado do Rio de Janeiro (Sindsprev/RJ) vai formar, na próxima quinta-feira (9), um grupo de trabalho dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para debater os efeitos das portarias 1.345 e 1.347, publicadas nesta semana pelo órgão. Alvo de críticas dos trabalhadores, os textos revogaram resoluções anteriores que permitiam a adoção do Regime Especial de Atendimento em Turnos (Reat) nas agências da Previdência Social. Com isso, servidores que cumpriam uma jornada de 30 horas semanais passarão a trabalhar 40 horas.

De acordo com as novas portarias, diariamente, quem atua nas agências passará a trabalhar seis horas de forma presencial, como já acontecia, mais duas horas complementares, na modalidade presencial ou remota, para se dedicar a atividades administrativas.

A reunião do grupo de trabalho acontecerá às 18h, no auditório da sede do Sindsprev/RJ (Rua Joaquim Silva 98, Centro, Rio de Janeiro).

Ontem, a Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps) fez uma live sobre o tema e pediu a mobilização dos funcionários do INSS contra as portarias. A possibilidade de greve foi aventada na transmissão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários