Ao escolher a modalidade, o trabalhador pode retirar uma parte do saldo das suas contas do FGTS
Reprodução: ACidade ON
Ao escolher a modalidade, o trabalhador pode retirar uma parte do saldo das suas contas do FGTS

Acaba amanhã, terça-feira (dia 31), o prazo para o trabalhador nascido em agosto aderir ao saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A migração para o saque-aniversário é opcional e deve ser informada à Caixa. Ao escolher a modalidade, o trabalhador pode retirar uma parte do saldo das suas contas do FGTS.  Veja como.

Por um lado, pode ser bom ter um dinheiro a mais durante a crise econômica causada pela pandemia. Mas, por outro, quem escolher o saque-aniversário perde a possibilidade de sacar o valor integral do fundo se for demitido.

O que permanece igual é o acesso à multa rescisória de 40% sobre o valor depositado pelo empregador em caso de desligamento sem justa causa, além da possibilidade de saque para compra da casa própria, aposentadoria ou doença grave.

O prazo para aderir ao saque-aniversário e ter acesso à parte do saldo depositado nas contas neste ano termina sempre no último dia do mês de nascimento do trabalhador. O saque fica disponível por três meses, a partir do primeiro dia útil do mês de aniversário do trabalhador. Por exemplo, quem nasceu em setembro pode sacar a partir da próxima quarta-feira (1), primeiro dia útil do mês, até 30 de novembro, último dia útil do mês.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários