Petrobras vendeu térmicas em Manaus por R$ 304 milhões em meio à maior crise hídrica dos últimos 91 anos
Fernanda Capelli
Petrobras vendeu térmicas em Manaus por R$ 304 milhões em meio à maior crise hídrica dos últimos 91 anos

Em meio à maior crise hídrica dos últimos 91 anos, a Petrobras anunciou nesta sexta-feira (27) a venda de uma subsidiária no Amazonas dona de duas usinas térmicas.

A estatal se desfez da totalidade de sua participação acionária de 93,7% na Breitener, localizada no estado do Amazonas, para a Ceiba Energy LP. O processo de venda começou no primeiro semestre do ano passado.

A Breitener é dona das termelétricas Tambaqui e Jaraqui, localizadas em Manaus, com capacidade instalada de 155,8 MW e 156,7 MW, respectivamente. As usinas, que geram energia a partir de gás natural, possuem capacidade contratada com a Amazonas Energia.

O valor da venda é de R$ 304 milhões, sendo R$ 251 milhões a serem pagos em seu fechamento, sujeito aos ajustes previstos no contrato, e R$ 53 milhões em pagamento atrelado à remuneração futura da Breitener na venda de energia.

Você viu?

"O fechamento da transação está sujeito ao cumprimento de condições precedentes, como a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE)", disse a estatal em nota.

A Petrobras pretende se desfazer de outras térmicas no país.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários