Cristiano Ronaldo em sua primeira passagem pelo United
André Garone
Cristiano Ronaldo em sua primeira passagem pelo United

As ações do Manchester United subiam, por volta de 13h50, 7,15% na bolsa de Nova York, negociadas a US$ 18,52, depois que o clube anunciou a contratação de Cristiano Ronaldo , que voltará a jogar pelo time inglês após 12 anos.

O volume de negócios dos papéis já somava US$ 1,6 milhão, o maior desde 22 de julho.

O United confirmou que chegou a um acordo com a Juventus para a transferência do jogador, que passará por exames médicos.

Os papéis do clube italiano, onde o jogador português estava desde 2018, fecharam em alta de 1,23% na bolsa de Milão, a 0,78 euros.

Você viu?

O craque português já tinha movimentado o mercado de ações em junho. Um gesto do jogador durante uma coletiva de imprensa da Eurocopa fez com que as ações da Coca-Cola caíssem abruptamente naquele dia.

Na ocasião, ao sentar-se para dar início à coletiva, o atacante afastou duas garrafas de Coca-Cola que estavam sobre a mesa e, em seguida, pegou uma garrafa de água e a exibiu com a mão, falando para que os presentes bebessem água.

Logo depois, as ações caíram para US$ 55,22 (R$ 279,97), gerando um prejuízo bilionário para a marca americana patrocinadora da Eurocopa. Na prática, a Coca-Cola passou de um valor total de US$ 242 bilhões para US$ 238 bilhões, uma queda de US$ 4 bilhões.

O acerto entre o atacante de 36 anos e o United — com quem assinou um contrato de duas temporadas — se dá após ele ficar muito próximo de fechar com o Manchester City, de acordo com veículos da imprensa europeia.

Foi no United que Cristiano Ronaldo conquistou os primeiros títulos de peso da carreira, como a Liga dos Campeões de 2007/2008 e o tricampeonato da Premier League, entre 2007 e 2009.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários