Sérgio Reis
Reprodução/Globo
Sérgio Reis

O cantor e ex-deputado bolsonarista Sérgio Reis deve R$ 640 mil à União, de acordo com a coluna de Guilherme Amado no Metrópoles. A maior parte do montante é em impostos federais. Nos últimos dias, Sérgio Reis anunciou um ato pró-Bolsonaro com caminhoneiros, que negam apoio à pauta .

De acordo com registros da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional divulgados pelo Metrópoles, Sérgio Reis é sócio-administrador de duas empresas que possuem Dívida Ativa da União, a Vanelli Produções Artísticas e a Sérgio Reis Produções e Promoções Artísticas, ambas fundadas em 1988.

A primeira deve, ao todo, R$ 438,1 mil à União. Deste montante, R$ 363 mil são em impostos federais não pagos, R$ 36,3 mil são em multas trabalhistas e R$ 38,8 mil são em FGTS atrasado. A empresa é considerada "inapta" pela Receita Federal, já que não apresentou declarações ficais. Ainda assim, ela segue na lista de devedores. Já a segunda companhia tem R$ 201,2 mil de dívidas tributárias.

Nos últimos dias, Sérgio Reis divulgou áudios convocando um ato pró-Bolsonaro e ameaçando o Senado e o Supremo Tribunal Federal (STF). "Não é um pedido, é uma ordem. É assim que eu vou falar com o presidente do Senado. Se em 30 dias eles não tirarem aqueles caras (ministros do STF), nós vamos invadir, quebrar tudo, e tirar os caras na marra", disse o cantor.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários